-Publicidade-

Indicado pelo Centrão é o novo presidente do FNDE

Chefe de gabinete de Ciro Nogueira assume o cargo; com orçamento de R$ 24,9 bilhões, o órgão executa uma série de programas de alcance nacional
Fachada do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Fachada do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Chefe de gabinete de Ciro Nogueira assume o cargo; com orçamento de R$ 24,9 bilhões, o órgão executa uma série de programas de alcance nacional

Fachada do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O chefe de gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI), Marcelo Lopes da Ponte, é o novo presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). É o que informa nesta segunda-feira o Diário Oficial da União.

Sendo assim, sai a antiga presidente do órgão Karine Silva dos Santos. A mudança foi assinada numa portaria pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

Conforme noticiou Oeste, o assessor do PL na Câmara dos Deputados, Garigham Amarante Pinto, assumiu no mês passado a Diretoria de Ações Educacionais do FNDE.

Em síntese, o presidente Jair Bolsonaro vem negociando cargos do segundo escalão com integrantes do bloco, na tentativa de montar uma base de apoio no Congresso Nacional.

O que é o FNDE?

Trata-se de uma das autarquias do Ministério da Educação (MEC). Com orçamento de R$ 24,9 bilhões, o FNDE executa vários programas do MEC, entre eles:

1- Programa Nacional de Alimentação Escolar;

2- Programa Nacional do Livro e Material Didático;

3- Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Segundo Bolsonaro, determinou que a CGU, a PF e o GSI façam a fiscalização em todos os nomeados do Centrão.
    VEREMOS QUANTO TEMPO DURAM NOS CARGOS!
    O Ministro Tarcísio já usa em sua pasta um sistema anticorrupção, desde o início do governo, que permite denúncias de servidores à PF.
    #NãoConfioNoCentrão

  2. Ladrões compulsivos do Centrão vão dar muito trabalho ao governo. Estão famintos depois de um período de abstinência. Breve teremos notícias nas páginas policiais.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês