Irmão de prefeito interrompe ‘live’, agride e mata candidato a vereador

Crime aconteceu em cidade do interior de Minas Gerais
-Publicidade-
Cássio Remis minutos antes de ser assassinado por Jorge Marra | Foto: Reprodução/Facebook
Cássio Remis minutos antes de ser assassinado por Jorge Marra | Foto: Reprodução/Facebook | cassio remis - candidato assassinado a tiros por jorge marra - patrocínio

Crime aconteceu em cidade do interior de Minas Gerais

cassio remis - candidato assassinado a tiros por jorge marra - patrocínio
Cássio Remis minutos antes de ser assassinado por Jorge Marra
Foto: Reprodução/Facebook
-Publicidade-

Uma transmissão ao vivo nas redes sociais acabou em morte nesta quinta-feira, 24, em Patrocínio (MG). Candidato do PSDB a vereador e opositor da atual administração da cidade do interior mineiro, Cássio Remis teve sua live interrompida por Jorge Marra, secretário municipal de Obras e irmão do prefeito, Deiró Marra (DEM). Depois da interrupção ao vivo, Jorge assassinou a tiros o opositor.

Leia mais: “Entre tapas e beijos: a relação de amor e ódio entre o poder e a imprensa”

Na live, Remis, que já foi vereador de Patrocínio, fazia críticas à prefeitura local em meio a um canteiro de obra. Ao perceber que o rival se aproximava, ele chegou a anunciar: “Está aqui agora o secretário que veio aqui para me agredir”. De acordo com o portal R7, houve a agressão (como é possível imaginar no fim da transmissão ao vivo), com o aparelho celular sendo roubado por Jorge Marra. O candidato do PSDB foi atrás e, conforme divulgado pela Polícia Militar, acabou alvejado. “[O secretário] sacou um revólver e efetuou disparos contra a vítima.”

https://www.facebook.com/1444648442435760/videos/353582525790477

 

O assassino fugiu do local após se voltar contra o então inimigo político. À emissora de rádio Módulo FM, o delegado Renato Mendonça informou que acredita em tentativa de fuga para o Paraguai. Em vídeo, o prefeito e irmão do criminoso, Deiró Marra (DEM), decretou luto de três dias na cidade. Entretanto, em coletiva de imprensa, ele aproveitou para falar de política. Nesse sentido, afirmou que o assassinato cometido por seu irmão não atrapalha sua campanha à reeleição. Por fim, pediu justiça e prometeu exonerar o irmão assassino de seu secretariado (afirmou não saber do paradeiro dele).

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

    1. Precisa? Quem incentiva o Live É armamento da população? E para comprovar é só constatar o aumento de casis cono esse. Lamentável as questões pessoais e ou políticas chegar em a esse extremo.

      1. quando tem algum assassino de político eu lembro do lula que mandou matar o celso daniel (delação do marcos valério)

  1. Parece um caso clássico de coronelismo, que é algo que ocorre desde sempre no país. Se vitima estivesse armada talvez o desfecho fosse outro. Ao menos teria a chance de se defender. Se coletes a prova de bala não fossem produtos controlados com exigência de CR no exército talvez ele estivesse usando um. Mas o próprio psdb do candidato insiste no desarmamento. E não se enganem o irmão do prefeito teria uma arma com ou sem registro. Quem anda pelo país sabe disso. Já a vitima, ela precisa da arma legal para se defender, pois andava dentro da lei.

  2. Elucidar ? o irmão do prefeito assassinou a sangue frio o vereador que fazia uma denúncia justa e que é seu serviço, portanto foi assassinado em pleno exercício da profissão !

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site