Justiça determina bloqueio de quase R$ 100 milhões de envolvidos no roubo do Postalis

Três ex-diretores do fundo se tornaram réus pelos crimes de gestão temerária e fraudulenta O juiz Marcelo Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, ordenou o bloqueio…
-Publicidade-

Três ex-diretores do fundo se tornaram réus pelos crimes de gestão temerária e fraudulenta

O juiz Marcelo Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, ordenou o bloqueio R$ 98 milhões nas contas de três ex-diretores do fundo de pensão Postalis (dos aposentados dos Correios), acusados de provocarem prejuízo em aportes feito pelo fundo. Os valores bloqueados correspondem à estimativa de prejuízo provocado à fundação.

A denúncia, feita pela força-tarefa Postalis, da Procuradoria da República do Distrito Federal, acusa o trio de atuar para que o fundo de pensão aportasse recursos de R$ 50 milhões em títulos de investimento do banco BVA, que já estava em situação financeira precária e entrou em falência posteriormente.

-Publicidade-

“Conforme demonstram os relatórios encaminhados pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), entre outros elementos de provas colhidos ao longo da apuração, a própria decisão de investimento em Letras Financeiras do Banco BVA e o posterior acompanhamento dos títulos estão eivados de vícios e fraudes, com consequente prejuízo ao Postalis”, informa a denúncia.

Antônio Carlos Conquista, Ricardo Oliveira Azevedo e José Carlos Lopes Xavier de Oliveira, ex-diretores do fundo, também se tornaram réus pelos crimes de gestão temerária e fraudulenta.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.