Justiça Federal absolve Lula em processo por corrupção na Operação Zelotes

Segundo o juiz Frederico Viana, o Ministério Público não reuniu indícios para fundamentar a acusação
-Publicidade-
Lula está livre de mais um processo
Lula está livre de mais um processo | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O juiz federal Frederico Botelho de Barros Viana, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, decidiu nesta segunda-feira, 21, absolver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Gilberto Carvalho e outros cinco acusados em processo por corrupção relacionado à Operação Zelotes.

A acusação era de que o petista teria editado uma medida provisória para favorecer empresas do setor automotivo em troca de recebimento de propina. De acordo com o Ministério Público (MP), R$ 6 milhões teriam sido prometidos pelos empresários para financiar campanhas do PT.

A denúncia do MP foi aceita em 2017. Desde então, os sete acusados eram réus no processo — os políticos, por corrupção passiva, e os empresários, por corrupção ativa.

-Publicidade-

A decisão

Conforme o juiz Frederico Viana, a denúncia “carece de elementos, ainda que indiciários, que possam fundamentar, além de qualquer dúvida razoável, eventual juízo condenatório em desfavor dos réus”. De acordo com o Ministério Público, não há “robustos indícios de favorecimento privado” nem evidências mínimas do suposto repasse de R$ 6 milhões a Lula ou Gilberto Carvalho.

Além de Lula e Carvalho, foram absolvidos José Ricardo da Silva (ex-conselheiro do Conselho Administrativo da Receita Federal), Alexandre Paes dos Santos (lobista), Paulo Arantes Ferraz (ex-presidente da Mitsubishi), Mauro Marcondes Machado (empresário) e Carlos Alberto de Oliveira Andrade (empresário do Grupo Caoa).

Leia também: “Bolsonaro defende voto auditável e afirma que Lula só volta ‘na fraude’”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Na próxima roubalheira, espero que sejam mais competentes na colheita de provas contra esse vagabundo. Apesar desse judiciário não ser digno de confiança, devido ao seu aparelhamento político de viés esquerdista e como não temos acesso às informações do processo, prefiro não opinar.

  2. Chegamos ao ponto que não sabermos quem é mais bandido e cafajeste: os marginais da esquerda ou os “digníssimos” juízes e juízas, a começar pelos excrementos comedores de fezes do 9 Dedos lá da porcaria do STF! Só cacete nessas porcarias mesmo para arrumar essa joça aqui!

  3. Para que serve o MP? Um leão contra apoiadores de Bolsonaro e uma tchutchuca quando se trata do nove dedos e seus comparsas. Observem qtos vagabundos se safaram por falta de provas. Forneceram a denúncia só para nos enganar? Ou são ruins de serviço ou aí tem coisa.

  4. Alguém ainda espera que Lula seja punido por alguma coisa? Na atual conjuntura, só quem corre risco de ser punido são os investigadores e os juízes que o condenaram. Lembrar que essa foi uma ameaça explícita que ele fez aos procuradores da Lava Jato, caso voltasse ao poder.

  5. Esqueçam toda e qualquer noção de direito e justiça anterior. Vivemos sob um regime de exceção. Notem, por exemplo, que a “condução coercitiva” para depor, que foi declarada inconstitucional pelo STF em 14 de junho de 2018, três anos depois é autorizada pelo próprio STF dentro do esforço de perseguição política a aliados do governo conservador.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site