Justiça veta volta às aulas na rede particular de São Paulo

Sindicato da rede particular havia entrado com pedido de liminar contra a decisão da Prefeitura de não autorizar volta no próximo mês
-Publicidade-

Sindicato da rede particular havia entrado com pedido de liminar contra a decisão da Prefeitura de não autorizar volta no próximo mês

votação Fundeb Senado
O pedido foi do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo | Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
-Publicidade-

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) negou um pedido de liminar para que a rede particular de ensino da cidade de São Paulo voltasse com as atividades presenciais no dia 8 de setembro. De acordo com o despacho emitido nesta sexta-feira, 21, o relator Torres de Carvalho afirma que “não vê demonstrado o bom direito necessário à concessão da liminar”.

Torres afirma que os municípios ainda teriam autonomia para definir regras próprias, diferentes daquelas estabelecidas pelo governo estadual. O pedido foi do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo.

De acordo com o Plano São Paulo, municípios em regiões que estão há 28 dias ou mais na fase amarela estão autorizados a reabrir suas escolas de forma opcional no próximo mês. Contudo, a decisão dependeria também das prefeituras. Para todo o Estado, foi fixada a data de retorno no dia 7 de outubro.

Na terça-feira, 18, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou que as aulas na capital não retornariam em setembro. Segundo o tucano, crianças e adolescentes ainda representam risco potencial de transmissão do novo coronavírus.

No despacho do TJSP, o relator afirma que o Plano São Paulo “estabelece uma proteção mínima frente à situação de calamidade”. No entanto, não impede que o município estabeleça “proteção maior, em razão de situações peculiares”.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site