Lula quer mais dinheiro de Dallagnol: ‘Pessoa de muitas posses’

Defesa do petista afirma que valor de indenização imposta ao ex-procurador em ação por dano moral é baixo
-Publicidade-
Advogados do ex-presidente afirmaram que o valor de R$ 75 mil (com correção monetária gira em torno de R$ 200 mil) não inibe Dallagnol de voltar a atacar Lula | Foto: Reprodução/YouTube
Advogados do ex-presidente afirmaram que o valor de R$ 75 mil (com correção monetária gira em torno de R$ 200 mil) não inibe Dallagnol de voltar a atacar Lula | Foto: Reprodução/YouTube

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entrou com embargos de declaração em ação movida contra o ex-procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol para pedir aumento de multa imposta em decorrência de condenação por dano moral no caso do PowerPoint. Um dos argumentos é de que Dallagnol é uma “pessoa de muitas posses”.

Os advogados do petista afirmaram que o valor de R$ 75 mil (com correção monetária gira em torno de R$ 200 mil) não inibe Dallagnol de voltar a atacar Lula. A ação tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Diante desse cenário, o valor arbitrado de R$ 75 mil não tem o condão de inibir o embargado de reincidir na prática de atos ilegais que configurem danos morais. A uma, porque, como já demonstrado, o embargado é pessoa de muitas posses, seja em virtude da remuneração diferenciada que aferia na condição de membro do Ministério Público Federal, seja pelos diversos eventos lucrativos que realizou durante sua carreira no Parquet — inclusive as inúmeras palestras pagas realizadas naquele período”, citam os advogados de Lula na petição de 22 páginas.

-Publicidade-

A defesa do ex-presidente cita ainda que Dallagnol teria reservado o dinheiro para pagar o petista em eventual condenação. Há ainda citação da ajuda recebida pelo ex-procurador da Lava Jato, que recebeu mais de R$ 500 mil por doações via Pix de apoiadores que não concordaram com a decisão do STJ, em março.

Dallagnol diz que ‘Lula quer pegar dinheiro doado’

O ex-procurador da Lava Jato publicou em suas redes sociais que o ex-presidente Lula quer “colocar a mão nos mais de R$ 500 mil” doados por apoiadores. Segundo Dallagnol, a sobra dos recursos doados devem ser destinados aos hospitais que tratam crianças com câncer e autismo.

“Eu realmente não entendo alguém que quer tirar as doações de crianças com câncer e autismo, um dinheiro que pode mudar a vida de quem mais precisa, pra gastar em festa (de casamento)”, disse o ex-procurador.

Em março deste ano, o STJ decidiu acolher recurso de Lula para condenar Dallagnol por dano moral. Isso porque, em 2016, o então procurador da Lava Jato apresentou um PowerPoint que apontava o ex-presidente petista como líder de uma organização criminosa. À época, em entrevistas, Dallagnol chamou o petista de “comandante máximo do esquema de corrupção”. Esta decisão ainda cabe recurso.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.