Mais dois senadores se filiam ao MDB

Partido já era o responsável pela maior bancada do Senado Federal
-Publicidade-
Plenário do Senado, que passa a contar com mais dois emedebistas
Plenário do Senado, que passa a contar com mais dois emedebistas | Foto: Arquivo/Divulgação/Agência Senado

O dia do MDB nos bastidores do poder em Brasília foi além de lançar a candidatura de Simone Tebet (MS) à presidência do Senado Federal. Durante o mesmo evento em que anunciou sua estratégia na tentativa de suceder a Davi Alcolumbre (DEM-AP), o partido confirmou a filiação de mais dois senadores: Rose de Freitas (ES) e Veneziano Vital do Rêgo (PB).

Leia mais: “Mesmo em recesso, Rodrigo Maia começa o ano viajando pela FAB”

Antes de acertar o retorno ao MDB, de onde havia saído em 2018, Rose estava no Podemos. Era, aliás, a terceira-vice-líder da legenda no Senado. Vital do Rêgo, por sua vez, também volta a ser um emedebista. Ele foi filiado ao PMDB/MDB de 2004 a 2018. No ano em que se candidatou a senador, foi para o PSB, onde permaneceu até agora.

-Publicidade-

Com as duas novas filiações, o MDB amplia vantagem como a maior bancada do Senado. Agora, o partido conta com 15 senadores. O PSD é a segunda maior bancada na Casa legislativa, com 11 senadores em seus quadros.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Covil e vergonha nacional. Uma das maiores orcrims do mundo. Ali se abrigam todos os crápulas.
    Dão apoio por trás e incentivam o toma lá dá cá. O PT não tem elementos com o mínimo de cognição, pra disseminar tanta mentira, roubar tanto, se não tivesse comparsas principalmente do mdb.
    Nunca apresentam candidatos à presidência pq não é o plano. Preferem tomar conta dos cofres.

  2. O MDB@#$& é um balaio de gatos. Tudo enquanto é m#$@%, interessada em falcatruas e vida fácil, aloja-se ali. Dois senadores, de quem nunca ouvi falar, filiaram-se lá. Por quê?

  3. Na falta de gente melhor e não obstante seus votos ridículos em questões como a censura da Internet, Tebet seria uma das opções menos catastróficas para o Senado, se comparada com Batoré, Renan e outros desastres.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.