-Publicidade-

Marcos Pontes anuncia vacina do governo federal; pedido de testes à Anvisa foi feito antes de anúncio de Doria

Declaração foi dada horas depois de o governador de São Paulo divulgar que o Butantan desenvolve vacina 100% nacional
Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes | Foto: Anderson Riedel/PR
Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes | Foto: Anderson Riedel/PR

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, anunciou nesta sexta-feira, 26, que o governo federal pediu à Anvisa autorização para a realização de testes clínicos de uma vacina nacional contra a covid-19. O imunizante é desenvolvido no câmpus de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

A declaração foi dada horas depois de o governador de São Paulo, João Doria, divulgar que vai pedir à agência autorização para o início dos testes de uma vacina 100% nacional desenvolvida pelo Instituto Butantan. Documento divulgado pelo ministro [foto abaixo] mostra que o pedido de testes foi protocolado na quinta-feira 25, antes, portanto, do anúncio do governo paulista.

Leia mais: “Anvisa recebe pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V”

“Do meu ponto de vista, não tem nada a ver um fato com o outro.” Ele continuou: “Deve ter sido uma coincidência que ele apresentou em São Paulo essa outra possibilidade, o que é bom para o país, [pois] a gente precisa ter várias vacinas nacionais”.

Segundo Pontes, os cientistas brasileiros vem trabalhando na elaboração das vacinas desde fevereiro do ano passado. Apesar de ainda não definido, o nome do imunizante deve conter as letras BR, em alusão ao Brasil.

Protocolo na Anvisa | Foto: Reprodução

Vacina de Ribeirão Preto

A pesquisa é coordenada pelo professor de imunologia Célio Lopes Silva, da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, em parceria com a empresa brasileira Farmacore Biotecnologia e a PDS Biotechnology Corporation.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Ocorre que Doria está ligado no marketing da vacina via Butantan e é rápido na comunicação tentando salvar o que lhe resta de imagem pública. Já o governo federal é bem devagar, ingênuo, puro.

  2. O DitaDoria correu pra anunciar a vacina. Ontem avisou a imprensa que faria uma coletiva hoje, no início da manhã. Taí um sujeito marqueteiro e oportunista. No mais, muito bom para o País desenvolver e produzir as próprias vacinas, não só para o covid19. Considerando o número de vacinas compradas pelo governo federal, provavelmente o Pais terá que exportar muitas doses.

  3. Que diferença entre um e outro. Pontes, um brasileiro de verdade, ético e patriota, quer imunizantes produzidos aqui e, pra ele, tanto faz, de onde vem ou quem é o pai da criança. O que importa é favorecer a população e incluir o Brasil no contexto científico de produções de vacinas. O outro, só cria meandros para colocar na sua candidatura a alguma coisa, enquanto SP é o estado que mais morre gente e o mais incompetente na lida com a pandemia.

  4. Não importa a cor do gato, o importante que ele coma o rato.
    Que venham as vacinas brasileiras. Não interessa de que Estado venha, porque somos todos brasileiros.

    Esse Dória é patético!!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.