-Publicidade-

Marinho desarma ‘bomba’ deixada por antecessor em Ministério

Após questionamento de Oeste, ministro diz que vai cancelar licitação de R$ 600 mil para compra de lanches em voos da FAB, encomenda por antecessor
Cerimônia de posse do novo ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho
Cerimônia de posse do novo ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho | Rogério Marinho pretende retomar Minha Casa Minha Vida em maio

Após questionamento de Oeste, ministro diz que vai cancelar licitação de R$ 600 mil para compra de lanches em voos da FAB, encomendada por antecessor

O Ministério do Desenvolvimento Regional prometeu cancelar um processo licitatório orçado em aproximadamente R$ 600 mil para aquisição de lanches em voos da FAB, que atenderiam ao ministro Rogério Marinho e seu staff. O edital foi lançado nesta sexta-feira, 27, e o certame está marcado para o dia 8 de abril. Mas, ao ser questionado por Oeste sobre a compra, o ministério informou que a tramitação do processo ocorreu antes de Marinho assumir, ainda na gestão Gustavo Canutto. Por isso, a atual gestão não tinha conhecimento a licitação.

De acordo com a concorrência, no valor estimado de R$ 589,4 mil, seriam adquiridos itens como 4,2 mil latas de refrigerante, 2,1 mil caixas de suco e 720 sachês de capuccino. O ministério também pretendia comprar geladeiras de isopor, sanduíches e até risotos. O documento solicitando a aquisição dos itens foi assinado pelo setor de Divisão de Gestão em Contratos no dia 3 de fevereiro. Antes de Marinho assumir o ministério.

Questionado por Oeste sobre o caso, o ministério informou que ao saber da licitação, o ministro determinou o seu cancelamento e que ela foi realizada sem a anuência de Rogério Marinho. “Sua tramitação e publicação no dia 25 de março ocorreu sem o conhecimento e anuência do ministro. Deslocamentos em voos da FAB não serão uma prática rotineira dessa gestão. Desde que assumiu, o ministro utilizou os aviões da FAB em apenas uma ocasião”, destacou o ministério.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Bom exemplo de reportagem útil, impessoal e sem condenação precipitada de inocentes.
    O Brasil honesto agradece.
    Parabéns ao autor e à revista.
    Imprensa seria; é só isso que defendemos.

  2. Reportagem nota 10. Parabéns aos jornalistas e equipe. Assim é que se faz um jornalismo sério. Sucesso a tôdos nesta digna empreitada.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês