Moraes manda Anatel retirar do ar site de Allan dos Santos

Ministro determinou que a agência adote imediatamente todas as providências para a completa retirada do site do ar no Brasil
-Publicidade-
Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes determinou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) retire do ar um site mantido por Allan dos Santos. A decisão é datada de 22 de abril. Até a tarde desta terça-feira, 26, o endereço eletrônico continuava disponível.

“A intimação imediata do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Wilson Diniz Wellisch, para que adote imediatamente todas as providências necessárias para a completa retirada do site www.allandossantos.com de
funcionamento no território brasileiro.”

-Publicidade-

Allan dos Santos está nos Estados Unidos desde agosto de 2020 e, em outubro do ano passado, teve ordem de prisão determinada por Moraes, no âmbito de um inquérito criado para apurar a existência de uma “organização criminosa de forte atuação digital”.

Na ocasião, o ministro mandou o Ministério da Justiça e Segurança Pública iniciar a “imediata” extradição. Em março, questionada pelo Supremo, a pasta sustentou que o processo de extradição segue a lei norte-americana, mais demorada.

Habeas corpus

Como noticiou Oeste, o plenário virtual do Supremo começa a julgar na sexta-feira 29 um pedido de habeas corpus em favor de Allan dos Santos. Os ministros têm até 6 de maio para apresentar os seus votos. Antes de submeter o tema ao colegiado, o relator do caso, Edson Fachin, monocraticamente rejeitou conceder o benefício.

Também serão julgados os bloqueios bancários e a proibição de abrir contas em redes sociais. Isso porque Alexandre de Moraes também requisitou a remoção de todas as contas de Allan dos Santos das redes sociais, o bloqueio de suas contas bancárias e da empresa Terça Livre.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

39 comentários Ver comentários

  1. Kkkk. O cabeça de ovo de avestruz tá mais perdido que cego em tiroteio. Os sites abertos em outro país não estão sujeitos à moderação no Brasil. Simplesmente não tem como.

  2. Esse infeliz não tem mais o que fazer para perturbar a vida do Daniel Silveira e agora voltou a ficar no Allan. Enquanto isso, processos que deveriam ser julgados vão ficando esquecidos, pq não é possível que com tanto empenho em perseguir pessoas de bem haja tempo para julgar os processos.

  3. Alexandre de Moraes pode ser categorizado como um homem impotente q usa a toga para tentar se livrar de seu profundo complexo de inferioridade. Imagino q na vida particular deva usar calcinha e pedir q o xicoteiem… tão claro a sua performance de um ser decadente perdido em sua própria fossa abissal. Seria tragicômico, nao fosse o fato de estar na posicao q ocupa.

  4. Se existe um personagem público no Brasil que, por suas ações autoritárias, tresloucadas e típicas de regimes totalitários, remete às mais abjetas figuras do nazismo, esse alguém é Alexandre Moraes. Vergonha para o STF e para o país.

  5. Está na hora de alguma instituição com poder de moderação dar um basta nessa bagunça que o STF está aprontando. A corda está sendo esticada demais e uma ruptura não será bom para ninguém.

  6. Sugestão para a revista:
    Coloquem um emogi de votação de carinha feliz ou de brava, além do joia ou do joia invertido. Porque muitas vezes o pessoal não gosta do conteúdo (carinha de bravo) da matéria porém acha que a matéria foi boa ou importante (joia)

    1. Ótima sugestão, muitas vezes eu fico em dúvida se coloco 👍 ou 👎 porque a notícia é boa mas o assunto é ruim, ou vice versa, ou concordo em partes e discordo do resto, seria bom ter um modo de demonstrar isso!

  7. O site continua disponível. Acabei de checar. Não sou especialista, mas entendo ser difícil proibir um site .com q está provavelmente hospedado em servidores lá fora. Gostaria q algum especialista em TI se manifestasse para nosso conhecimento geral….

  8. Nota-se um estado patogênico em redor desse Ministro. Uma doença, quem sabe, um estado de vida inviável, uma criatura atormentada e perseguida por manias, um doente quem sabe.

  9. Passou da hora de dar um basta no imperador da suprema turma da futricagem. O Brasil não pode seguir com essa molecagem no trato com nosso Constituição. É caso de imediato afastamento de tipos como barrosinho garganta de veludo, cabeça de ovo, flux de lux, toffolis, gilmarzinho malvadeza, levandão, mendoncinha traíra, rosa flor e a outra lá que não sei o nome. O farchin deixa lá para lavar as togas

  10. Senadores covardes, que salvo raríssimas exceções, estão com o rabo completamente preso. São os únicos que poderiam impedir essas barbaridades que os urubus togados espalham a cada minuto. Espero que não seja tarde…

  11. Acabou. Esse STF acabou. Xandão maluco, desvairado, você acabou. Cartola definiu o processo: “Preste atenção, Xandão, Em cada amor tu herdarás só o cinismo, Quando notares, estás à beira do abismo, Abismo que cavastes com teus pés…”

  12. A criança não foi educada no tempo correto…Agora, que está batendo na mãe cm a vassoura, pouco pode ser feito a não ser mandar pra cadeia e jogar a chave fora ne?

  13. Fica chato ver o STF, nós ja sabemos de antemão o que vai acontecer. Parece um monte de fofoqueiras de esquina. No julgamento de DS só o placar foi um pouco diferente pois houve covardia de um. Nesse Habeas corpus já sabemos que vai ser negado. É politica pura.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.