Mulher que questionou Bolsonaro sobre mortos da covid-19 é assessora de Holiday

Cris Bernart ganha menos de R$ 4 mil e terá pelo menos um dia descontado do salário apenas para ir criticar o presidente por poucos segundos.
-Publicidade-
Cris Bernart: mês vai ser apertado com tanto desconto no salário | Foto: Reprodução
Cris Bernart: mês vai ser apertado com tanto desconto no salário | Foto: Reprodução | cris bernart - jair bolsonaro - mbl - fernando holiday

A atriz Cris Bernart é ligada ao MBL  e recebe por mês o valor líquido de R$ 3.966,42

cris bernart - jair bolsonaro - mbl - fernando holiday
Cris Bernart: mês vai ser apertado com tanto desconto no salário | Foto: Reprodução

A mulher que questionou o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira, 10, no Palácio do Planalto não é uma apoiadora, como vêm noticiando boa parte dos veículos de comunicação. Cristiane Damo Bernart, ou Cris Bernart, como ficou conhecida na internet, é atriz, youtuber, ligada ao  Movimento Brasil Livre (MBL) e assessora de gabinete do vereador e coordenador do MBL Fernando Holiday (Patriotas) em São Paulo.

-Publicidade-

O próprio Holiday confirmou que Cristiane não só trabalha para ele, como terá a falta descontada da sua remuneração por conta da ausência no trabalho para “participar de manifestação pública de caráter político”, como mostra o tuíte do advogado Tiago Pavinato:

Segundo o Simulador de Vencimentos Salariais da Câmara Municipal de São Paulo, Cris Bernart recebe por mês o valor líquido de R$ 3.966,42 como assessora de Holiday. Caso tenha ido de avião, gastou, no mínimo, R$ 600 em passagens. Se economizou e foi de ônibus, perderá pelo menos mais um dia de trabalho, já que a viagem desde a capital paulista até Brasília dura quase doze horas.

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários

  1. Esses patetas do MBL são uma piada. Precisam deslocar uma assessora parlamentar para a Capital Federal para se fingir de ex-apoiadora e criticar o PR. Essa nova esquerda mal surgiu e já está em decadência total.

    1. Tenho um genro idem, idem.
      Preferiu continuar casado, e agradecido com o sogro. Tido o q bate, rebate. Ele andou ouvindo muito o Patroca e a CNN, achando q tudo é BRASIL. Mas já caiu em si, voltou à realidade. Está pronto p voltar às RUAS p continuar o q começamos em 2.013. Adiantar as PAUTAS ANTICORRUPÇÃO prisão em segunda instância e fim do foro privilegiado. Até me deu notícias de q o SENADO Federal chamou a Janaína Paschoal p fornatar a LAVATOGA. Todos muito animados!!!

  2. MBL virou sei lá o que!!! O nível de baixaria desses “moleques” arrogantes beira ao ridículo! Mal saíram do ensino médio, resolveram criticar o Guedes e “ensinar” sobre economia liberal.
    São tão desonestos, que resolveram usar OS MORTOS PELO COVID pra cobrar Bolsonaro. Eita preguiça!!
    Filhotinhos do DEMOcrata Botafogo. Aprenderam rápido!

  3. Rapaz, fico admirado com o declínio do MBL, para chegar a esse nível de pequenez é porque está disposto a descer ainda mais.
    É uma pena, o movimento tinha tudo para dar certo, tornaram-se fanáticos lacradores assoberbados que ainda acreditam serem capazes de provocar grandes manifestações contra os escolhidos inimigos.

    Bem, na verdade o MBL já não difere mais de partidos da esquerda radical como o PSOL, PC do B, dentro outros. Estão iguais a esses puxadinhos de esquerda. Acredito que também apelarão para o pão com mortadela para incrementar as manifestações que convocarem.

  4. Assessora especial de apoio parlamentar!!! Certamente cargo em comissão ou “de confiança”, ou seja, sem concurso público e pago com o dinheiro dos contribuintes, inclusive passagens, hospedagem e demais despesas quando a serviço de seu parlamentar. E não adianta tirar do chapéu ofício determinando “desconto do dia não trabalhado”. O caso tem que ser investigado.

  5. São tão babacas que ela declarou em entrevista logo após o episódio que tinha ido à Brasília para ver uma amiga e resolveu ir até o Palácio do planalto para conhecer e o chefe publica um memorando que ela foi para uma manifestação política.

  6. Acho que o MBL não está informado sobre a decisão do STF, autorizando governadores e perfeitos a comandar seus atos quanto a pandemia.
    Estão sugiro ao MBL enviar sua assessora em todos os Estados e municípios, fazer a mesma pergunta aos seus governadores e perfeitos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro