Nunes Marques permite que motoboy falte à CPI da Covid

Defesa argumentou que a convocação era 'midiática', ilegal e iria expor indevidamente a privacidade e a intimidade do cliente
-Publicidade-
Ministro Kassio Nunes Marques em sessão da 2ª Turma realizada por videoconferência |  Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF
Ministro Kassio Nunes Marques em sessão da 2ª Turma realizada por videoconferência | Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal Kassio Nunes Marques garantiu nesta segunda-feira, 30, que o motoboy Ivanildo Gonçalves da Silva tem o direito de não comparecer à CPI da Covid para prestar depoimento, marcado para amanhã.

O motoboy foi convocado porque teria sacado cerca de R$ 4,7 milhões a serviço da VTCLog, selecionada pelo Ministério da Saúde para cuidar da armazenagem e distribuição de medicamentos. Ao todo, a empresa teria movimentado de forma suspeita R$ 117 milhões nos últimos dois anos.

Leia mais: “Pacheco e Lira se reunião com Fux para bater martelo sobre o pagamento de precatórios”

-Publicidade-

Caso decida comparecer, Ivanildo poderá permanecer em silêncio, ser auxiliado por um advogado, não ser submetido ao compromisso de dizer a verdade e não sofrer constrangimentos físicos nem morais. O vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que a comissão recorrerá ao plenário do Supremo.

A decisão atendeu a um pedido dos advogados, que argumentaram que a convocação era “midiática”, ilegal e iria expor indevidamente a privacidade e a intimidade do cliente. Nunes Marques considerou que não há correspondência entre os fatos investigados pela CPI e as informações que serviram de base para a convocação do motoboy.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários

  1. Nesse caso particular desse motoboy, fica claro que essa estória aí é muito suspeita então devo,apenas nessa caso muito particular, concordar com esses picaretas dessa CPI. Por outro lado é muito estranho esse negócio de um simples motoboy sacar um valor dessa monta (R$ 4,7 milhões!), como assim? Colocou tudo isso numa sacola e saiu do banco, assim, numa boa? Essa estória não cola. Tem que depor sim ou esse juiz está a proteger alguém.

    1. Ou você não conhece o sistema bancário brasileiro ou é inocente demais para acreditar nisso. Sabemos que quantias vultosas só são liberados pelos bancos préviamente acertados entre o cliente e a gerência. E naturalmente, não foram saques de uma só vez. Acontece que o grupo G7 da CPI do Circo ainda não se conformaram em não terem descoberto o pêlo no ovo para apontarem o dedo para o Presidente Bolsonaro.

      1. Isso que você disse eu sei perfeitamente, certo professor? Agora me explique onde encaixa esse motoboy aí? Consegue me explicar, professor? Não vai me dizer que esse motoboy estava apenas fazendo o transporte dessa grana, isso deve ser muito estranho até para um sujeito sabichão como você, não é professor Girafales?

  2. Certíssimo o Ministro Nunes Marques. Com certeza este rapaz seria massacrado impiedosamente pelos integrantes do mal, intitulados G7 da CPI do Circo que já extrapolaram o prazo para encerrar esta palhaçada e ainda não acharam e não acharão o pêlo no ovo para incriminarem o Presidente da República. Esta turma deveria ser processada pelo Conselho de Ética do Senado Federal…..mas aí é outra história.

  3. Quando o Randollfe se envolde em acusar governo ja se perde a credibilidade da acusaçao , essa parente da hiena cuspideira causa náuseas em qualquer um, radical de demais para se crer nessa acusaçao , juntos c o Aziz e Renan fecham a quadrilha.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro