Parlamentares lançam frente pelo Brasil competitivo

Presidente do grupo, deputado Alexis Fonteyne, falou sobre a iniciativa a Oeste
-Publicidade-
Lançamento da Frente Parlamentar Mista pelo Brasil Competitivo | Foto: Reprodução/CNI
Lançamento da Frente Parlamentar Mista pelo Brasil Competitivo | Foto: Reprodução/CNI

Senadores e deputados lançaram nesta quarta-feira, 30, a Frente Parlamentar Mista pelo Brasil Competitivo. A ideia é trabalhar na simplificação e na diminuição do chamado “custo Brasil”. O grupo vai priorizar as reformas tributária e administrativa, além de focar projetos que melhorem o ambiente de negócios.

O presidente da frente é o deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP). A Oeste (assista ao vídeo abaixo), ele destaca que o custo Brasil atrapalha a competividade das empresas. “Os brasileiros pagam por um custo que não deveria existir”, afirma. Mais de 200 parlamentares integram o grupo.

Leia mais: “Queiroga afirma que abriu inquérito para apurar denúncia de propina na Saúde”

-Publicidade-

“Na iniciativa privada a gente tem um termo muito comum: custo é como cortar unha, temos que cortar todo dia para não deixar crescer. Na iniciativa pública faltam ferramentas e falta comprometimento para cortarmos este custo que tira a competição do nosso país em relação ao comércio global”, afirma Alexis Fonteyne.

O vice-presidente, senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), pontua a necessidade de simplificar a carga tributária e de diminuir a burocracia. “O que vai levar o país para a frente são as pessoas que trabalham, as empresas, os operários, os prestadores de serviços e os agricultores. Isso é o Brasil real”, afirmou no evento.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. A IDEIA É EXCELENTE, ESPERA-SE QUE SEJA FIELMENTE CUMPRIDA. ALIÁS, É PRUDENTE QUE PARLAMENTARES, INCLUINDO NOTADAMENTE AQUELES DA
    CPI DO “ME ENGANA QUE EU GOSTO,” LEMBREM-SE DE QUE 2022 É ANO
    DE ELEIÇÕES PARLAMENTARES.

  2. Comecem pela legislação trabalhista que esquece de dizer para o cidadão a relação ”direitos” a receber, igual a mais obrigação de pagar impostos nos teremos.
    Observem : Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Canadá e EUA pouquíssimas leis trabalhistas e tem os menores índices de desemprego do mundo e um monte de brasileiros doidos para imigrar.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site