PEC do voto ‘impresso’ é rejeitada pela comissão especial da Câmara; proposta deve ir a plenário

Projeto teve 23 votos contra e 11 a favor
-Publicidade-
A PEC do voto impresso foi rejeitada nesta quinta-feira, 5
A PEC do voto impresso foi rejeitada nesta quinta-feira, 5 | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a proposta de emenda à Constituição (PEC) do voto “impresso” rejeitou nesta quinta-feira, 5, por 23 votos a 11, o parecer favorável ao tema elaborado pelo deputado federal Filipe Barros (PSL-PR).

Os votos de cada um dos deputados

Embora tenha sido rejeitada, a proposta deve ser analisada pelo plenário da Casa, porque as comissões especiais têm caráter opinativo e não conclusivo. A última palavra sobre uma proposta de emenda à Constituição cabe ao plenário da Câmara. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), já havia sinalizado a intenção de levar o texto ao plenário.

-Publicidade-

Agora, o deputado federal Junior Mano (PL-CE) foi designado o relator. Como o primeiro parecer a favor da PEC foi rejeitado, o parlamentar terá a missão de elaborar um novo parecer, com o objetivo de conquistar o apoio da maioria do colegiado. É o texto de Mano que será enviado para votação em plenário.

Leia também: “É proibido modernizar a urna eletrônica?”, reportagem de Cristyan Costa publicada na Edição 69 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro