Presidente da Alemanha confirma presença na posse de Lula

Frank-Walter Steinmeier também vai participar de encontros com governadores brasileiros
-Publicidade-
Segundo a embaixada alemã, a presença de Steinmeier reforça o apoio do país à proteção da Amazônia
Segundo a embaixada alemã, a presença de Steinmeier reforça o apoio do país à proteção da Amazônia | Foto: Reprodução/Bundesregierung

O presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, confirmou a presença na posse do presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), marcada para 1° de janeiro de 2023. A nota, divulgada na quinta-feira 1°, ainda informou que o político alemão vai participar de encontros com governadores brasileiros e visitar a Amazônia.

“Com a sua presença, o presidente saúda a mudança democrática de poder no maior país da América Latina e pretende impulsionar uma nova fase da parceria estratégica entre o Brasil e a Alemanha”, diz o documento.

Segundo a embaixada alemã, a presença de Steinmeier reforça o apoio do país à proteção da Amazônia. “Para o presidente alemão, a posse do novo governo brasileiro está associada à expectativa de uma dinâmica positiva na proteção desse recurso essencial à sobrevivência”, observou.

-Publicidade-

Além do chefe de Estado alemão, outras lideranças são aguardadas na posse de Lula. A equipe do petista comunicou ao Itamaraty que “todos os países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas” devem ser convidados para o evento.

Apelidada de “Festival do Futuro”, a posse do petista deve contar com mais de 20 atrações artísticas. De acordo com a futura primeira-dama, Rosângela da Silva (Janja), foram confirmadas as presenças de Pabllo Vittar, Baiana System, Duda Beat, Gaby Amarantos, Martinho da Vila, Os Gilsons, Chico César, Luedji Luna, Teresa Cristina, Fernanda Takai, Johnny Hooker, Marcelo Jeneci, Odair José, Otto, Tulipa Ruiz, Almério, Maria Rita e Valesca Popozuda.

Antes do evento, Lula vai se encontrar com o presidente dos EUA, Joe Biden. A informação foi divulgada pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, na quarta-feira 30.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Certamente o subversivo consórcio de veículos de imprensa podre já passou ao presidente da Alemanha toda a ficha IMUNDA do condenado, que, segundo eles, óbvio, traduziram como homem ilibado e o Steinmeier acreditou. Tradução com inversão de valores dá um trabalho danado, mas fizeram.

    Coitado, já está caducando e nunca leu a verdade sobre o ladrão.
    Onde que já se viu, a Alemanha se render à posse de um governo ilegítimo, ganho nas coxas, é o cúmulo. Pois é, embaixada serve até para isso.
    Verdade que continua valendo, Bolsonaro não foi derrotado nas urnas.

  2. Acho estranho autoridades rejeitar um presidente que cujo governo não paira suspeita de roubo, mas, aprovam um que todo o MUNDO, sabe que é suspeito de roubo da população brasileira… No mínimo estranho.

  3. Este idiota não manda em nada quem manda é o primeiro ministro. Este esclerosado tbm é desprezado na Alemanha que não tem gás nem energia elétrica e culpam este imbecil

      1. Estes caras de esquerda no mundo só pensam na Amazônia, por que será? Ficam sonhando que vai levar parte dela, mas não vão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.