PSDB carioca anuncia apoio a Eduardo Paes

Partido tinha o empresário Paulo Marinho como pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro
-Publicidade-
Eduardo Paes: novamente candidato com apoio do PSDB | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL
Eduardo Paes: novamente candidato com apoio do PSDB | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL | Eduardo Paes e PSDB carioca

Partido tinha o empresário Paulo Marinho como pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro

Eduardo Paes e PSDB carioca
Eduardo Paes: novamente candidato com apoio do PSDB | Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

O PSDB não terá candidatura própria à prefeitura do Rio de Janeiro na eleição deste ano. O diretório municipal do partido desistiu de lançar o empresário Paulo Marinho na disputa para fechar apoio ao ex-prefeito Eduardo Paes (DEM). A decisão tucana foi confirmada na tarde desta quinta-feira, 10.

-Publicidade-

Leia mais: “Marta Suplicy ignora partido e fecha apoio a Bruno Covas”

Dessa forma, o PSDB carioca se coloca em oposição ao atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), que tentará se reeleger no pleito de novembro. Já na condição de ex-pré-candidato a prefeito, Marinho citou o mandatário como alguém a ser batido nas urnas.

“Quando assumi a presidência do PSDB [da cidade] do Rio de Janeiro, mencionei que na eleição de 2016 o grupo político de centro no Rio se dividiu, com candidaturas do Pedro Paulo (MDB), Carlos Osório (PSDB) e Índio da Costa (PSD). Com isso, acabamos elegendo Marcelo Crivella. Não podemos mais correr esse risco”, declarou Marinho, de acordo com o site do jornal O Globo.

O dirigente do PSDB carioca evitou, no entanto, registrar elogios diretos a Paes. Nesse sentido, sinalizou que a aliança com o político do DEM se dá de forma pragmática. “Não podemos mais correr esse risco [de ter Crivella reeleito]. Não se trata de questão ideológica ou partidária. A questão agora é salvar o Rio de Janeiro. Por isso, entramos na coligação do Eduardo Paes”, comentou o tucano.

Novamente aliado de Paes

Denunciado nesta semana em processo de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, Eduardo Paes terá o apoio formal do PSDB pela segunda eleição consecutiva. Em 2018, quando perdeu a briga com Wilson Witzel (PSC) pelo governo estadual, ele teve o tucanato como umas das legendas integrantes da coligação.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site