PSOL oficializa ‘pobre de araque’ Guilherme Boulos para Prefeitura de SP

Ex-líder do MTST formará chapa com Luiza Erundina, fez evento em comunidade, mas não é bem o que parece.
-Publicidade-
Guilherme Boulos: o pobre cujo pai ganha parcos R$ 32 mil ao mês | Foto: Reprodução
Guilherme Boulos: o pobre cujo pai ganha parcos R$ 32 mil ao mês | Foto: Reprodução | guilherme boulos, psol, eleições 2020, prefeitura de são paulo

Ex-líder do MTST formará chapa com Luiza Erundina, fez evento em comunidade, mas não é bem o que parece

guilherme boulos, psol, eleições 2020, prefeitura de são paulo
Guilherme Boulos: o pobre cujo pai ganha parcos R$ 32 mil ao mês | Foto: Reprodução
-Publicidade-

O ex-líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e ex-candidato à presidência Guilherme Boulos foi oficializado neste sábado como candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

Ele terá como vice a ex-prefeita da capital paulista e atual deputada federal Luiza Erundina, numa chapa “puro sangue”.

A convenção foi realizada de forma presencial — ainda que Erundina e o deputado Ivan Valente, figuras importantes da legenda, tenham aparecido por vídeo por pertencerem ao grupo de risco do coronavírus por serem idosos — em um campo de futebol de várzea de uma comunidade em Campo Limpo, na zona sul de São Paulo.

Boulos marcou o evento ali por alegar que mora perto do local, dando a entender que pertence à comunidade.

Pode até ser. Mas aparentemente, quando faz seus discursos carregados de maneirismos populares, esquece de onde veio.

Filho de dois médicos e professores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), só o pai dele, Marco Boulos, em dezembro de 2019, recebia, como aposentado, mas de R$ 32 mil ao mês. O salário do governador João Doria no mesmo período era de pouco mais de R$ 23 mil.

guilherme boulos, psol, eleições 2020, marcos boulos, prefeitura de sp
Na Transparência da USP é possível saber que o professor aposentado Marcos Boulos, pai de Guilherme Boulos, recebia R$ 32 mil ao mês em dezembro de 2019 | Foto: Reprodução

Com a boa vida, Boulos estudou em escolas particulares e se formou na própria USP, em filosofia. Depois, fez especialização em psicologia clínica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), onde um curso não sai por menos que R$ 1,5 mil ao mês.

“Tem opções que a gente faz que são opções da nossa vida. Meus pais me deram uma formação humanista, solidária”, contou o candidato ao ser oficializado.

E ele fez a opção de ir invadir propriedades privadas para, mais tarde, transformar isso numa plataforma política, fingindo ser parte de um movimento e de uma classe social que nunca foi, de fato, a dele.

Ser rico (pobre ou de qualquer classe social) não é defeito. Ser desonesto para ganhar votos é.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site