PT e ex-secretário da Cultura trocam farpas sobre Lei Rouanet

Governo acusou gestão anterior de descaso

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
A ministra da Cultura, Margareth Menezes, durante a posse de Sonia Guajajara, no Ministério dos Povos Indígenas - 11/01/2023 | Foto: Fátima Meira/Estadão Conteúdo
A ministra da Cultura, Margareth Menezes, durante a posse de Sonia Guajajara, no Ministério dos Povos Indígenas - 11/01/2023 | Foto: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

André Porciuncula, ex-secretário da Cultura, rebateu acusações do novo governo, sobre bloqueios na Lei Rouanet. Segundo o PT, a gestão Bolsonaro havia retido R$ 1 bilhão para projetos. Porciuncula disse que o atual Ministério da Cultura não tem conhecimento do funcionamento do mecanismo ou então agiu de “má-fé para criar fake news e falar com a bolha raivosa”.

“Se conseguiram a proeza de liberar a execução de R$ 1 bilhão em menos de um mês, o que eu duvido que tenham feito, então eles já gastaram mais da metade do orçamento liberado para conceder isenção tributária no ano, tudo isso apenas no primeiro mês”, disse Porciuncula, em entrevista ao site Poder360, publicada nesta segunda-feira, 30. “Quero entender como eles vão funcionar o restante do ano, se irão furar o teto estabelecido pelo Congresso, de R$ 1,8 bilhão.”

Henilton Menezes, secretário de Fomento e Economia da Cultura, diz que o dinheiro estava nas contas e havia sido captado e renunciado pelo governo, mas não liberado, para que os responsáveis pelos projetos pudessem fazer uso. Menezes disse que os recursos liberados agora tinham sido captados em 2021.

-Publicidade-

Leia também: “A orgia da Lei Rouanet”, reportagem publicada na Edição 149 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Esta figura esdrúxula representa o verdadeiro show de horrores que caracteriza este desgoverno ilegítimo.
    Aguarda-se para breve estancar esta sangria de recursos públicos para este desvario de “falta de cultura”.

  2. Tolinhos, para onde acham que foi a dinheirama? Bienvenidos a Venezuela com nossas gloriosas Frouxas Armadas com seu soldão já definido.

  3. Em País com 120 milhões que neste momento passam fome (sic) dar grana para cultura inútil é uma afronta né
    Cultura é saber saber fazer conta de cabeça, é ter noção de geografia,de história, etc etc etc

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.