Quem é o prefeito que uniu PT e PSDB e foi reeleito com 98%

Partidos apoiaram o mesmo candidato em cidade da Grande SP
-Publicidade-
Foto: Montagem sobre imagens de divulgação de PT e PSDB
Foto: Montagem sobre imagens de divulgação de PT e PSDB | prefeito de itapevi - igor soares - união entre pt e psdb

Partidos apoiaram o mesmo candidato em cidade da região metropolitana de SP

prefeito de itapevi - igor soares - união entre pt e psdb
Foto: Montagem sobre imagens de divulgação de PT e PSDB
-Publicidade-

Igor Soares (Podemos) chamou atenção em meio aos resultados do primeiro turno das eleições municipais deste ano. Prefeito de Itapevi, município da região metropolitana de São Paulo com população estimada em 240 mil habitantes, ele foi reeleito com 98% dos votos válidos. Para a vitoriosa campanha, o político contou com o apoio formal de PT e PSDB.

Leia mais: “Trio do PSDB é reeleito no ABC Paulista”

Rivais em campanhas em níveis estadual e nacional, petistas e tucanos se uniram em torno da candidatura de Soares. E não só eles. Além da dupla e do Podemos, a coligação do prefeito contou com outros oito partidos das mais diferentes bandeiras da política brasileira. Estiveram com ele as legendas Republicanos, PL, PTB, PSB, PSD, DEM, Patriota e PSL.

Diante da aglutinação de apoios, chegando a unir PT e PSDB numa mesma campanha, e com a reeleição conquistada quase de forma unânime, Oeste se propõe a explicar quem é — politicamente — Igor Soares. Confira abaixo.

igor soares - podemos - prefeito reeleito de itapevi
Igor Soares: o prefeito reeleito de Itapevi | Foto: Divulgação

Ex-Pompom

Igor Soares Ebert estreou no jogo político de Itapevi em 2004, quando tinha 23 anos. Filiado ao PPS (hoje Cidadania) e com ensino médio completo na ocasião, ele foi eleito vereador. Na urna, contudo, não apareceu nenhum sobrenome. O nome escolhido para aparecer na tela de votação foi “Pompom”.

Vereador reeleito

Quatro anos depois, Igor Soares elegeu-se para mais um mandato como vereador em Itapevi. O cargo foi o mesmo, mas outras informações em relação ao candidato se modificaram. Em 2008, ele abandonou o apelido “Pompom”, informou ensino superior completo como grau de instrução, mudou de profissão (de corretor de imóveis para empresário) e trocou de partido (do PPS para o PP).

Primeira derrota

Na eleição de 2012, o atual prefeito reeleito tentou trocar o Legislativo pelo Executivo municipal. Pelo PSC, foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Teco (PSD). Sem vergonha de se apresentar como político profissional — “vereador” foi a ocupação declarada na época à Justiça Eleitoral —, ele amargou derrota. A coligação perdeu o pleito para Jaci Tadeu (PV).

Para além de Itapevi

Finalmente filiado ao PTN (atualmente rebatizado de Podemos), Igor Soares voltou a ter sucesso político em 2014. Foi um dos deputados estaduais eleitos em São Paulo. Declarando-se de novo empresário, também mudou de estado civil. Diferentemente das disputas anteriores, em que aparecia como solteiro, ele informou ser casado.

Prefeito eleito

A experiência de Soares na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) durou apenas dois anos. Isso porque em 2016 ele resolveu se candidatar à prefeitura de Itapevi. Decisão exitosa. Superou os outros três candidatos para a função e acabou eleito com mais de 66% dos votos válidos, em chapa formada com 15 partidos.

Aliado de petistas e tucanos

Para se reeleger prefeito de Itapevi, Igor Soares conquistou, como já se disse, o apoio formal dos diretórios municipais de PSDB, PT e outros nove partidos, incluindo o seu Podemos. Foi a escolha de mais de 105 mil eleitores da cidade. Assim, recebeu o equivalente a 98% dos votos válidos.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comments

  1. Em seguida à cerimônia de posse, reunidos sem a presença de público ou serviçais, a fala do líder ‘uma vez pompom sempre pompom’:
    – Parceiros, fiquem tranquilos porque tem para todos. Entre nós, TTS! Transparência Total Sempre!
    De fato, esse é um autêntico espécime de “pp”, político prost……

  2. Certamente se valerá das experiências dos dois partidos, que durante 2 décadas se valeram da constituição dita “cidadã”, e aparelharam o STF e criaram um grande galinheiro, em que raposas de locupletam.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site