Querem te obrigar a se vacinar para não virar um cidadão de segunda classe

É o que argumenta Guilherme Fiuza, em artigo publicado na Edição 71 da Revista Oeste
-Publicidade-
Cidadão é pressionado a tomar vacina contra a covid-19
Cidadão é pressionado a tomar vacina contra a covid-19 | Ilustração: Gabriel Golsman

Em artigo publicado na Edição 71 da Revista Oeste, Guilherme Fiuza argumenta que os brasileiros estão sendo pressionados a tomar a vacina contra a covid-19 para não virar cidadãos de segunda classe. “Você confia nos critérios rigorosos da imunização. Bota fé nessa aventura. Se der merda, você é um azarado”, escreve o colunista.

Leia um trecho

“Fique tranquilo que está tudo ótimo com o plano de imunização contra a covid-19. Vamos só colocar aqui umas observações atestando o rigor científico dessa experiência maravilhosa:

-Publicidade-
  • Joe Biden disse o seguinte: ‘Se você estiver vacinado não vai pegar covid’. Isso é mentira. Mas não deve ter sido por mal. Se um presidente bonzinho como esse resolveu mentir só pode ter alguma coisa boa por trás. Talvez o lobbyselvagem da vacina, que é a instituição mais sólida do Planeta Terra hoje.
  • Andrew Cuomo, governador de Nova York, coloca o poder público para instar os cidadãos a se vacinarem, mesmo os que espontaneamente não querem. Esse negócio de espontaneidade já era. Vai tomar vacina experimental porque eu estou mandando. Minha ciência é um caminhão de manchetes que apoiam o meu doce totalitarismo e eu posso te soterrar com elas se você não me obedecer. A eficácia e a segurança da vacina a gente confere depois, que agora eu estou com pressa.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 71 da Revista Oeste vai além do artigo de Guilherme Fiuza sobre a pressão em cima dos brasileiros para que tomem a vacina contra a covid-19. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de Augusto Nunes, J. R. Guzzo, Ana Paula Henkel, Rodrigo Constantino, Cristyan Costa, Brendan O’Neill, Afonso Marangoni, Dagomir Marquezi, Evaristo de Miranda e Gabriel de Arruda Castro.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. A verdade é que já somos cidadãos de segunda classe há muito tempo, só não vê quem não quer. Nem o direito ao voto nós já não temos o que é o mínimo, esperar mais o que?

  2. Pior: os canalhas te obrigam a tomar esse experimento insano e continuam impondo as “medidas sanitarias”, a máscara de palhaço e o distanciamento social(menos no transporte público, claro). Com essa desculpa das novas cepas, esse pandemônio, quer dizer, pandemia, não termina nunca. Aliás, pandemia muito conveniente…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro