Recontagem na Geórgia (EUA) revela mais de 2,6 mil cédulas

O material não foi contado porque os funcionários "se esqueceram" de transferir os votos de um cartão de memória para a máquina de leitura
-Publicidade-
| Foto: Marco Verch Professional Photographer/Flickr
| Foto: Marco Verch Professional Photographer/Flickr | | Foto: Marco Verch Professional Photographer/Flickr

O material não foi contado porque os funcionários “se esqueceram” de transferir os votos de um cartão de memória para a máquina de leitura

recontagem na geórgia
Donald Trump reitera que houve fraude no processo eleitoral | Foto: Marco Verch Professional Photographer/Flickr
-Publicidade-

Durante recontagem de votos na Geórgia, nos Estados Unidos, foram descobertas mais de 2,6 mil cédulas eleitorais não computadas na primeira apuração. O material estava no condado de Floyd, a cerca de 120 quilômetros de Atlanta, a capital. O gerente do sistema de votação da Geórgia, Gabriel Sterling, afirmou à imprensa norte-americana que o erro se deu em razão de “falha humana, e não do equipamento”. O presidente Trump tem se queixado do sistema eleitoral.

As cédulas não foram contadas porque os funcionários não transferiram os votos de um cartão de memória para uma máquina de leitura. De acordo com o diário Atlanta Journal-Constitution, Trump deve receber aproximadamente 800 votos líquidos a mais no Estado por conta dessa descoberta. Contudo, segundo a publicação, a quantidade é pequena para encurtar a distância de 13 mil votos que o separa do democrata Joe Biden, considerado eleito pela mídia estrangeira.

Leia também: “A verdadeira resistência”, artigo de Brendan O’ Neill publicado na edição n° 34 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comments

  1. Onde existe 01 falha humana, poderiam existir 02 ou 03 ou… x% dos humanos envolvidos no processo. E interessante que sempre é a favor do “”Bidê””… CANSA viu…

    1. Na verdade, o Trump só está questionando os estados em que perdeu. Não questiona resultados ou apresenta falhas de estados onde ganhou. Assim, é mais fácil apresentarem “erros” ou “falhas” que beneficiam a oposição. O foco deles está certo, mas a sua conclusão está errada.

    1. William, só lembrando que o Estado da Geórgia é governado pelos Republicanos e a comissão eleitoral também é coordenada pelos republicanos, que admitiram o erro, não fraude.

  2. Peraí, deixa eu entender: foram 2.600 cédulas “sumidas”. Trump deve ter 800 votos destas cédulas. Então, o mais importante: quantos votos Biden vai receber? Vamos tentar um pouquinho de imparcialidade nas reportagens, senão, será apenas o outro lado das mentiras da esquerda, ou seja, serão só mentiras da direita. Não é para isso que vocês criaram a revista, oi foi?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site