-Publicidade-

Renan promete anistia a ‘hackers’ da Lava Jato

Criminosos roubaram diálogos atribuídos ao ex-ministro Sergio Moro e a procuradores da operação
Foto: Divulgação/Agência Senado
Foto: Divulgação/Agência Senado
renan lava jato
Renan é um dos políticos citados em acordos de delação premiada | Foto: Divulgação/Agência Senado

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) anunciou que vai apresentar um projeto de lei para anistiar os hackers da Lava Jato. Os criminosos roubaram conversas atribuídas a procuradores da operação, como Deltan Dallagnol, e ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. Depois de decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, as supostas trocas de mensagens tornaram-se públicas. O lote de informações foi obtido pelos bandidos que invadiram os celulares de várias autoridades brasileiras. As vítimas do ataque negam a autenticidade do material.

“Os diálogos entre Moro, Dallagnol e o Santo Ofício de Curitiba desvendaram um pântano de transgressões. Vou apresentar um projeto para anistiar os hackers que descobriram a patifaria. A contribuição para democracia justifica tirá-los da cadeia e incluí-los no Panteão da Pátria”, escreveu Calheiros, no Twitter, no domingo 7. Renan é um dos políticos citados em acordos de delação, com investigados garantindo que o senador recebeu propina de desvios da Petrobras. No fim de 2019, chegou ao STF uma denúncia que acusa o congressista de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Leia também: “A operação que mostrou que todos são iguais perante a lei”, reportagem publicada na Edição 21 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

    1. Renan Calheiros, quer se isentar de seus atos criminosos?!! Quer justificar invasão ao sistema de um país com premiação!!! Cara de pau sem vergonha. O único vendido que atirou no próprio pé em nome de sua biografia, já está fora! Esses corruptos citados devem devolver o dinheiro, claro que prisão considerada crime hediondo. O dinheiro público tem dono somos nos que pagamos impostos.

  1. Já podemos ver uma luz no fim do túnel, apesar do aparelhamento ainda forte das instituições oficiais.
    Esses bandidos, como familias inteiras de Renan Calheiros, Jader Barbalho, Romero Juca, Inocêncio de Oliveira, Collor, José Guimarães, Maranhão, além de poucos votos, já não têm sossego com a polícia federal, mesmo sem o Ramagem.
    Quem não é íntegro como os Calheiros, dependem de “simbioses”, de foro privilegiado e do analfabetismo.
    Você faz, fez e tem pouco tempo mais prá foder o seu país Renan. De q vale o q vc tem, da maneira como foi conquistada?
    A classe média brasileira, toda ela, o detesta, numa reação antagônica seu crápula.

  2. Proponho trabalho forçado nos canaviais de Alagoas, de onde esse corrupto nunca deveria ter saído, até o fim de sua vida como parte de pagamento por todo estrago causado ao povo do Brasil e particularmente de Alagoas.

  3. Isso é um homem público na democracia brasileira, e antidemocrático é o Bolsonaro e quem o elegeu. Dá para entender?
    Portanto entendo que com políticos como esse, são a maioria dos candidatos que se apresentam para 2022, não há candidato melhor que Bolsonaro.
    Mas, é extremamente necessário o VOTO IMPRESSO.

  4. Quem votou num cabra desses não é seu eleitor: é seu cúmplice! Que votem melhor na próxima vez ou não reclamem de serem xingados.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês