‘Rosa Weber desrespeita o sistema acusatório’, critica procuradora

Segundo Thaméa Danelon, a PGR deveria apurar eventual crime de prevaricação de Bolsonaro só após o término da CPI da Covid
-Publicidade-
Thaméa Danelon é ex-coordenadora da Lava Jato em São Paulo
Thaméa Danelon é ex-coordenadora da Lava Jato em São Paulo | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A procuradora Thaméa Danelon criticou nesta sexta-feira, 2, a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que se manifeste sobre o pedido de três senadores para investigar o presidente da República, Jair Bolsonaro, por prevaricação no caso das negociações para a compra da vacina Covaxin.

Na última terça-feira, 29, a PGR pediu à ministra que aguarde as conclusões da investigação da CPI da Covid acerca da compra da vacina indiana antes de decidir sobre a notícia-crime contra Bolsonaro apresentada pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO). Rosa Weber, contudo, rejeitou o pedido.

Leia também: “Thaméa Danelon: ‘O sistema contra-ataca’”, entrevista com a ex-coordenadora da Lava Jato em São Paulo publicada na Edição 65 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site