Se for a plenário, voto ‘impresso’ tem toda chance de passar, afirma Bia Kicis

Presidente da CCJ da Câmara afirmou que a esquerda tem medo de a PEC ser aprovada na comissão especial
-Publicidade-
Oposição tentou uma manobra para sepultar a medida
Oposição tentou uma manobra para sepultar a medida | Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara, deputada Bia Kicis (PSL-DF), afirmou que a esquerda tenta sepultar o voto auditável ainda na comissão especial porque teme o plenário da Casa. “Eles querem enterrá-la porque sabem que, se for para lá, tem toda chance de passar”, disse a parlamentar, em entrevista exclusiva a Oeste.

Segundo Bia Kicis, que é autora da proposta de emenda à Constituição (PEC) que viabiliza a medida, o apoio popular é “importantíssimo”. Por isso, a PEC não pode ser derrotada, acrescentou ela, nesta sexta-feira, 16. Congressistas que se opõem à PEC tentaram uma manobra hoje, com a finalidade de derrotar a bandeira do governo federal.

Leia também: “É proibido modernizar a urna eletrônica?”, reportagem publicada na Edição 69 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

    1. Pode ficar sossegada, a pauta só retornará após o recesso, até dia 01/08 teremos muito tempo para uma mobilização fantástica em prol do voto auditável!

  1. No texto da matéria eu faria uma correção. A PEC não é uma bandeira do governo federal, mas de uma parcela majoritária do eleitorado brasileiro, que percebeu que existe algo muito estranho no nosso sistema eletrônico de eleições, a ponto de mobilizar até ministros da Suprema Corte para impedir o aperfeiçoamento do sistema.
    Esse grupo que atentou hoje contra a democracia não vai desistir, porque foi essa a ordem vinda do STF: matar a PEC antes que ela chegue à Corte, para quq a Corte não tenha que arcar com um confronto grave e direto com o Presidente da República. Traduzindo: se chegar ao STF, ele vai derrubá-la – o patrão mandou.
    Como disse a deputada, o plenário seria influenciado pela pressão popular (há, na Câmara, uma estimativa de 90% de apoio popular à PEC). Mas as comissões estão sob controle apenas dos cacíques dos partidos, que estão sob controle do STF, que está sob controle de alguém que não quer nem ouvir falar da possibilidade da eleição de 2022 vir a ser submetida a algum tipo de auditoria transparente. Desde já, tentam impedir que a vontade do povo seja sequer manifestada na forma de pressão sobre os congressistas.

    Se isso aí é democracia, acho que devemos analisar as alternativas.

  2. Estou convencido q o voto impresso auditável é o melhor para o país. A maioria do povo é a favor dessa PEC. Vamos às ruas, pq o Brasil é nosso.

  3. A beleza do VOTO IMPRESSO, é o eleitor constatar que o seu voto contido na urna eletrônica é o mesmo esta no bilhete impresso e que vai automaticamente para urna lacrada possibilitando AUDITAR e se necessário RECONTAR todas as urnas.
    Ouço algumas pessoas dizer que poderíamos fazer uma implantação parcial em 20 ou 30% das urnas, para constatar eventual irregularidade, todavia se encontrada a irregularidade, o que fazer com as outras urnas que não contem o voto impresso? Ficam valendo os votos computados na urna eletrônica sem o voto impresso ou cancela a eleição?

  4. Proposta ALTERNATIVA ao Voto Impresso garante, sem necessidade de aprovação de PEC, 95% de confiança ao resultado das eleições, com 1% de margem de erro e com custos mínimos, se forem adotados os procedimentos sugeridos nesse vídeo do Canal OBTJ -> https://youtu.be/ebVV0EldkOY. Nada mais é que um teste de integridade em tempo real a ser realizado no dia das eleições em apenas 2% das urnas. Essa ideia resolve toda a polêmica, lembrando que o próprio voto impresso pode ser fraudado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site