Sleeping Giants ou: Os verdadeiros propagadores de discurso de ódio

Ações de grupos que arrogam-se monopolistas da virtude deixam claro quem são, de fato, os intolerantes
-Publicidade-
Em nome de um suposto bem maior, o grupo Sleeping Giants trabalhou para censurar centenas de veículos de imprensa
Em nome de um suposto bem maior, o grupo Sleeping Giants trabalhou para censurar centenas de veículos de imprensa | Foto: Reprodução/Flickr

“A estratégia desses agitadores intolerantes de classe média é manobrar o poder corporativo para tentar silenciar as vozes das quais eles discordam ou que desaprovam. Eles conseguiram retirar anúncios de publicações que cometeram a temeridade de publicar coisas de que não gostaram. E agora estão tentando, por antecipação, acabar com um financiamento fundamental para o GB News. No Brasil, a sociedade testemunhou às investidas do grupo Sleeping Giants contra veículos como o grupo Jovem Pan e o jornal Gazeta do Povo. A rigor, trata-se da mesma atitude, com base nos mesmos “princípios”.”

O parágrafo descrito acima faz parte do artigo de Brendan O’Neill, publicado na Edição 48 da Revista Oeste, que foi ao ar na sexta-feira 19.

-Publicidade-

Revista Oeste

A Edição 48 da Revista Oeste vai além da coluna de Brendan O’Neill sobre os verdadeiros propagadores de discurso de ódio. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Rodrigo Constantino e Dagomir Marquezi.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.