STF obriga Lava Jato a compartilhar dados com PGR

Dias Toffoli atendeu um pedido da procuradoria, que delatou "resistência" da forças-tarefas em dividir e supervisionar informações.
-Publicidade-
Toffoli obriga a Lava Jato a dividir informações com a PGR | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Toffoli obriga a Lava Jato a dividir informações com a PGR | Foto: Nelson Jr./SCO/STF | stf, pgr, lava jato, dias toffoli, augusto aras, lindora araújo

15Dias Toffoli atendeu um pedido da procuradoria, que delatou “resistência” da forças-tarefas em dividir e supervisionar informações

stf, pgr, lava jato, dias toffoli, augusto aras, lindora araújo
Toffoli obriga a Lava Jato a dividir informações com a PGR | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, ordenou à Lava Jato que envia à Procuradoria-Geral da República (PGR) todos os dados obtidos pela investigação até hoje.

-Publicidade-

Em mais um capítulo da briga entre os integrantes das forças-tarefas e a PGR, aqueles sofreram uma pesada derrota, já que terão de entregar documentos de Rio, São Paulo e Curitiba.

A decisão saiu na quarta-feira e veio após a PGR alegar que havia “resistência ao compartilhamento e à supervisão de informações” por parte dos investigadores.

De acordo com a procuradoria também, a Lava Jato estaria investigando os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia e do Senado, Davi Alcolumbre, o que é ilegal, visto que ambos possuem foro privilegiado e só podem ter suspeitas analisadas pelo STF.

A guerra entre a PGR e a Lava Jato teve início quando a subprocuradora Lindora Araújo, coordenadora da Lava Jato na PGR, visitou Curitiba e, segundo os investigadores de lá, tentou ter acesso a bancos de dados sigilosos de maneira informal, sem documentos ou justificativas.

As três forças-tarefas já avisaram que será difícil cumprir a decisão devido ao volume de dados a serem compilados e enviados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Tem coisas que só acontecem no Brasil. O PGR é o chefe dos procuradores e a “Força especial da lava jato” foi criada pela PGR e ele não tem acesso aos dados das investigações feitas pelos seus subordinados? É só no Brasil que o subordinado quer mandar no chefe. Coisa de Moro com Bolsonaro.

  2. Triste dia para o Brasil, onde os bandidos de sempre atacam uma das únicas instituições verdadeiramente anti-crime do país. Acordão entre Toffoli, Aras, família Bolsonaro, e provavelmente os “honráveis” Alcolumbre e Maia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.