Tereza Cristina: ‘PL da regularização fundiária vai preservar a Amazônia’

Ministra da Agricultura garante que o projeto não vai aumentar o desmatamento. "Muito pelo contrário", afirmou
-Publicidade-
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | A ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

Ministra da Agricultura garante que o projeto não vai aumentar o desmatamento. “Muito pelo contrário”, afirmou

tereza cristina
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou ontem que Projeto de Lei (PL) nº 2.633, sobre regularização fundiária, vai preservar a Amazônia. De acordo com ela, houve “distorções” sobre o PL.

-Publicidade-

Investidores internacionais, que se reuniram por videoconferência com representantes do governo brasileiro, queriam saber se o problema aumentaria o desmatamento. “Muito pelo contrário”, garantiu a ministra à imprensa.

Leia também: Mourão reafirma defesa da Amazônia

“Aquelas terras terão dono. E terão de cumprir as regras do governo. Teremos um controle maior da região”, explicou. Segundo Tereza, a regularização fundiária é importante não apenas para a Amazônia, mas para todo o Brasil.

Além disso, ela informou que a proposta não retirou nenhuma determinação da legislação vigente: “Vamos modernizar o sistema para poder fazer essa regularização através de ferramentas modernas, como sensoriamento remoto”.

Agricultura

Durante a reunião com os empresários de outros países, Tereza Cristina mencionou que a agricultura de exportação brasileira não é feita na Amazônia, tampouco precisa avançar sobre essas terras.

Leia também: Governo lamenta ‘herança’ deixada por governos anteriores em agências ambientais

Em síntese, são áreas que não contam com infraestrutura para transporte ou solo adequado para plantio. Atualmente, a floresta tem apenas 2% da produção agrícola e 14% da pecuária.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.