Jair Bolsonaro e Sergio Moro | Foto: Divulgação/PR
Jair Bolsonaro e Sergio Moro | Foto: Divulgação/PR

O fim melancólico de Moro

Se tivesse críticas construtivas ao ex-chefe, tudo bem. Mas ele preferiu demonizar Bolsonaro, numa forçada e absurda equivalência moral entre o atual presidente e o ladrão Lula

Em um relatório final enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, 30, a Polícia Federal (PF) informou que não há elementos de crime de Jair Bolsonaro em caso que investigava suposta interferência do presidente da República na instituição. O relatório integra um inquérito aberto pelo ex-ministro do STF Celso de Mello a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, em abril de 2020, com base em declarações da época de Sergio Moro, ex-ministro da Justiça.

Na saída de seu cargo no governo, Moro acusou Bolsonaro de tentativa de interferência em investigações. Mais especificamente, o antigo juiz da Lava Jato relatou que o chefe do Executivo pressionou pela troca de Marcelo Valeixo, então chefe da Polícia Federal e indicado pelo ex-ministro da Justiça.

Segundo a PF, o presidente foi investigado pelos crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva privilegiada. No relatório, a corporação concluiu que não houve elementos suficientes para caracterizar a ocorrência das infrações e que também não houve delito na atuação do ex-ministro Sergio Moro.

“No decorrer dos quase dois anos de investigação, 18 pessoas foram ouvidas, perícias foram realizadas, análises de dados e afastamentos de sigilos telemáticos implementados. Nenhuma prova consistente para a subsunção penal foi encontrada. Muito pelo contrário, todas as testemunhas ouvidas foram assertivas em dizer que não receberam orientação ou qualquer pedido, mesmo que velado, para interferir ou influenciar investigações conduzidas na Polícia Federal”, diz o relatório da PF.

Moro achou adequado sair do governo da forma que saiu, tudo para “preservar sua biografia”

Em suma, mais uma narrativa que se esvai. A mídia comprou a valor de face a denúncia de Moro, mas nada se comprovou. Sobre o relatório, Moro preferiu atirar no mensageiro: “A Polícia Federal produziu um documento de 150 páginas para dizer que não houve interferência do presidente na PF. Mas, certamente, as quatro trocas de diretores da PF falam mais alto do que as 150 páginas desse documento”.

Moro desqualifica o trabalho da Polícia Federal, insinua que os responsáveis pela investigação são desonestos, ataca uma instituição toda que é respeitada no país. Coisa feia. O presidente está proibido de exercer sua prerrogativa constitucional pois o Moro não gostou da mudança? Tinha que ser o seu homem de confiança, mesmo com o ex-ministro se mostrando tão traidor? Cada vez fica mais claro que Moro foi picado pela mosca azul e acreditou que tomaria o lugar do ex-chefe na marra. Não era pela biografia; era pelo poder!

Em meio a uma pandemia, Moro achou adequado sair do governo da forma que saiu, tudo para “preservar sua biografia”. Logo em seguida, passou a dar entrevistas para os veículos de comunicação que sempre agiram como partido de oposição ao governo. Depois, aliou-se oficialmente a jornalistas sem nenhuma credibilidade. Por fim, aproximou-se da turma desonesta do MBL, para fechar com chave de ouro a pintura de sua biografia.

Esteve ao lado do deputado Kim Kataguiri para justificar seu ganho de quase R$ 4 milhões durante apenas um ano em “consultoria” internacional, para uma firma que ganha fortuna com empresas encalacradas na Lava Jato, ignorando o conflito de interesses evidente. Kataguiri, pouco depois, estava num programa alegando que a Alemanha errou ao banir o partido nazista da política.

Moro resolveu depois elogiar a iniciativa de Renan Santos e Arthur do Val de viajar para a Ucrânia para “ajudar” os refugiados, apenas para se ver arrastado para o escândalo do áudio abjeto e revoltante do “Mamãe Falei”, querendo explorar “mulheres pobres”, porque são mais “fáceis”, isso em plena guerra. Quão podre tem de ser uma pessoa dessas?

Alguém poderia alegar que é muito azar do ex-juiz, mas uma pessoa mais cética desconfia de tanto erro seguido. Moro tem feito escolhas bizarras, cada vez afundando mais, cavando mais fundo no buraco em que se meteu. A decepção foi enorme para milhões de brasileiros patriotas que o consideraram um herói como juiz.

Se Moro tivesse críticas construtivas ao ex-chefe que lhe deu grande autonomia no governo, tudo bem. Mas ele preferiu demonizar Bolsonaro, numa forçada e absurda equivalência moral entre o atual presidente e o ladrão Lula, que o próprio Moro colocou na cadeia. Lembrando que esse governo tem mais de três anos praticamente sem escândalos de corrupção, e o próprio Moro se vangloria de seus feitos como ministro, deixando de lado que tinha um chefe que o colocou lá.

Enquanto isso, os “robôs” e o “gado” que apoiam incondicionalmente Moro nas redes socais agem exatamente da forma como denunciam nos outros. Gabinete do ódio? Sim, você encontra nas redes sociais “moretes”. Disparos automáticos para defender Moro e atacar desafetos? Tem, sim, e Kim Paim puxou um fio longo e comprometedor, que encontra gente próxima de Moro em Curitiba agindo de maneira suspeita nesse sentido.

“Nunca serei político”, disse Sergio Moro no passado. Depois, garantiu que jamais disputaria contra Bolsonaro. Aí virou candidato a presidente atacando justamente o ex-chefe e disse: “Não há a menor chance de eu desistir”. Ao que tudo indica, já desistiu. Terá valido a pena tanta traição desde quando resolveu sair daquele jeito do governo?

Leia também “Oposição suprema”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

37 comentários Ver comentários

  1. NÃO PODEMOS ESQUECER QUE ANTES DE TUDO ACONTECER MORO ESTEVE EM REUNIÃO COM FERNANDO HENRIQUE CARDOSO.
    TRATANDO DO QUE ??????

  2. Não tenho dúvidas que o ex-juiz Moro foi criado pelo PSDB para extirpar o PT e reinar sozinho no cenário nacional. Aí apareceu Bolsonaro e estragou tudo, com isso Moro aceitou as sugestões do seu super ego e arquitetou um voo solo. Ele só não observou sua total incompetência para tal. Nascimento e morte de um político em tempo recorde.

  3. Eu já acho diferente: Moro é muito burro!! Tivesse ele um mínimo de inteligência, daria os primeiros passos na política mantendo os valores que o lançaram: honestidade, competência, lealdade, retidão de caráter, dignidade, honradez. Chegou a transparecer tudo isso, até boneco inflável como um Superman teve… Pois jogou tudo para o alto, ouviu líderes da velha política que já estão enterrados e fez tudo errado. Traição, mentiras, denúncias vazias, relações espúrias, escolhas erradas. É mesmo um estúpido. Vai derreter sozinho.

  4. Ótimo texto. Parabéns Constantino. Agora, quanto a esse sujeito, desprezo, ostracismo, esquecimento total. Um dos piores mau caráter na atualidade. Olha que existem muitos.

  5. PSDB x PT farinha da mesma mandioca. A verdade é que o Brasil tá afundado e engessado e a bandidagem da esquerda tudinho Rico com dinheiro roubado dá população

  6. A única forma de mudar a “representação do povo” no Senado e Câmara de Deputados passa por: 1) Permitir a abertura de processos por parlamentares e senadores, não dependendo 100% dos presidentes do Congresso e Senado; 2) Instauração de voto negativo: possibilidade de votar em alguém e retirar o voto de outro. Se o saldo for negativo: não pode se candidatar pelos próximos 4 anos; 3) Fim da cultura dos “puxadores de votos”, onde o partido político coloca quem quer, independente do número de votos recebidos.
    Salvem o STF! Impeachment já do xerife!

  7. Grande Constantino!
    Artigo brilhante no qual desnuda-se um vaidoso, dissimulado e arrogante. Coloca-se até em dúvida se de sua autoria solitária a operação que comandou em Curitiba.
    Promoveu a nós brasileiros como legado somente, quem roubou escandalosamente e acintosamente a nação, quem foi o chefe da quadrilha e um rol revelador de rebatismos de seus participantes nas alcunhas hilárias que conhecemos!
    Concluímos limpidamente uma obsessão pelo estrelismo e hoje desnuda-se um patoteiro de más escolhas que, reiteradamente apequena-se em caráter!
    Concordo em síntese com o Presidente em fala recente: “Traidor e mentiroso”.
    O tempo consagrará a estatura deste meteoro que riscou o céu brasileiro e hoje
    o mulambo mambembe em busca de um poleiro.
    Triste fim, foi grande a decepção.
    AEduardo

  8. Sou idoso, ex tucano e até 2018 não sabia quem era Bolsonaro, mas diante de tantas evidências de um passado politico nada desabonador, e expectativas de um bom governo com Paulo Guedes e um ministério técnico, votei, gostei e votarei novamente em Bolsonaro porque ninguém se apresentou verdadeiro e novo nesse imundo mundo politico inútil e desnecessário.
    Lembro do Constantino irritado com o presidente quando da saída de Moro, que desde logo achei estranha e desonesta de alguém sério abandonar o governo no início da pandemia e sair atirando contra o único Poder que o acolheu, porque nem o Legislativo e o STF gostavam desse sujeito.
    Mas Constantino logo que viu toda a invenção de Moro e a agressão ao presidente, dizendo que nenhum outro presidente havia interferido na PF constatou que é falta de conhecimento histórico ou tentativa de denegrir Bolsonaro, pois jornalistas sérios sabem que tanto FHC (“diários da presidência”) como Lula, esses sim interferiram na PF.
    Como podemos ainda admirar Moro, quando assim se manifestou sobre Fachin: “repudio ofensas, ataques pessoais ao ministro Edson Fachin do STF, magistrado técnico e com atuação destacada na Lava Jato. Qualquer discordância quanto a decisão deve ser objeto de recurso, não perseguição”, logo após Fachin ter acabado com a Lava Jato e abrindo caminho para libertar Lula e torna-lo elegível.
    Isso é Moro.

    1. Verdade Sr Antônio, minha maior decepção com o ex juíz foi está fala em relação a Fachin que destruiu a lavajato, e Moro diz que a culpa é de Bolsonaro
      E imaginar que somos todos muito idiotas, mas aí está, queria abraçar o mundo com as pernas e seu tombo maior que seu ego

  9. É MELANCÓLICO VER UM JUIZ SERIO, HONESTO QUE COLOCOU NA CADEIA UM EX-PRESIDENETE CORRUPTO ASSIM COMO VARIOS CORRUPTORES E UM STF MELANCOLICO

  10. Quando o analista deixa sua militância aflorar, perde o seu verniz crítico. Com a falta quase que absoluta de gente decente na política, o infeliz acha que deve demonizar o Moro. PQP!

  11. Eu queria acreditar que tudo que ele está passando foi por inexperiência na política. Porém, mais do que nunca é a vaidade do poder que subiu a cabeça.

  12. Ei, Moro, chame agora os antas, o mbl, o mamãe falei, por aí… Quem sabe, cara… Quem sabe…
    Enfim, good bye, dude! Better luck next time…

  13. Boa noite!
    O Sérgio Moro mudou de partido pra disputar vaga no senado! Pelo outro partido, a vaga é de Álvaro Dias! E ele disse hoje que não disputará vaga pra deputado federal! Apesar que o que ele fala não dá pra acreditar!!!!!! Decepção! Por isso, temos que eleger Bolsonaro!!!!!

    1. Ele não só mudou de partido como de domicílio eleitoral de Curitiba para São Paulo. O mais provável que seja candidato a Deputado Federal por São Paulo. Traiu o presidente da república e agora pela segunda vez trai o Podemos partido que o acolheu e apostou na sua candidatura.

  14. Quem não é autêntico sempre escorrega. Um dos melhores métodos de investigação é deixar a pessoa falar. Ninguém consegue segurar uma estória sem lastro muito tempo.

    1. Ele não só mudou de partido como de domicílio eleitoral de Curitiba para São Paulo. O mais provável que seja candidato a Deputado Federal por São Paulo. Traiu o presidente da república e agora pela segunda vez trai o Podemos partido que o acolheu e apostou na sua candidatura.

  15. Moro é o caso acabado do profissional mal sucedido. Formou-se em direito e quiz mudar de profissao no meio do caminho escolhendo outra para a qual eele nao tem o mínimo traquqejo. Tolices, inconsequencias, bobagens, barbeiradas e por ai vai. Quem sabe a mulher dele se dará melhor na politica. Ele vai substitui-la nos deveres domésticos lavando as louças e fazendo um jantar para espera-la…

  16. A equipe de Moro na Lava-jato deve ter sido muito competente e séria, só isso consegue explicar sua atuação brilhante naquele processo.
    Moro se mostrou fraco, invejoso e manipulável durante o seu período no governo, sua atuação foi pífia. Ao sair foi indigno e rasteiro, quem o manipulava fez péssimos cálculos, contando que ele tinha força e credibilidade para derrubar o governo, foi um fiasco, um engano completo.

    1. Concordo. Uma equipe forte pode ajudar a alavancar uma carreira, quando sai debaixo do guarda-chuva da equipe, se perde. Moro e um caso tipico.

    1. Deslealdade e ingratidão mesmo!!! Um homem ingrato e desleal com os seu pares não merece a credibilidade da sociedade brasileira. Triste fim para um homem que já foi celebridade nacional na época da Lava jato!!! Infelizmente a ganância e vaidade também destroem os homens.

  17. Como humano tenho profunda tristeza com a ascensão e queda de Sérgio Moro tão rápido que foi. Como pode cometer tantos erros em tão pouco tempo. Será que foi os “ despachos e feitiços” de Lula. Quer conhecer um homem der cachaça e poder. Pagou o preço da vaidade, da traição ao presidente Bolsonaro. A sua falta de ética ao aceitar consultoria para as empresas que o próprio condenou. Muito triste desfez a esperança de muitos brasileiros.

  18. Pois é, Rodrigo. Não bastasse, no melhor estilo Lula, viaja à Alemanha para beijar a mão dos rapineiros em prol da pauta ESG & outras de supressão de soberania e inviabilização de pequenos e médios negócios em muitos ramos. Triste fim para quem se vendia como um grande homem, e ainda mais triste expressão da qualidade média do homem público brasileiro de hoje. Vale aqui aquela máxima segundo a qual as pessoas não mudam; antes, se revelam. Que falta faz o Dr. Enéas. Parabéns pelo ótimo artigo.

  19. Putz! Moro não só enfiou o pé na lama… caiu de boca e corpo inteiro no lamaçal de um chiqueiro de porcos caipiras (a lama fede mais)!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.