Pular para o conteúdo
publicidade
O presidente Lula e a primeira-dama Janja | Foto: Montagem Revista Oeste/Shutterstock/PR
Edição 222

A vida de luxo do casal Lula e Janja

Apesar do discurso em favor dos pobres, o presidente e sua mulher estão gastando dinheiro público como se fosse deles

Rachel Díaz
Thiago Vieira
-

Cinco dias depois da posse do marido, Luiz Inácio Lula da Silva, como presidente da República, a primeira-dama Rosângela Lula da Silva, conhecida como Janja, chamou a maior emissora de televisão do país para mostrar o que seria uma falta de conservação do Palácio da Alvorada pelo governo Bolsonaro. “O que a gente percebe é que não teve cuidado, manutenção”, denunciou a primeira-dama para a TV Globo. No ar, ela chegou a acusar a gestão anterior de ter “furtado” alguns móveis.

Passados alguns dias, ficou evidente o que Janja pretendia: justificar os gastos exorbitantes que estavam por vir com a compra da nova mobília. A lista do shopping presidencial incluiu: 

  • Tapete (segundo a Secretaria de Comunicação, a tapeçaria oriental que existia nos palácios não trazia “a brasilidade necessária” ao espaço): R$ 114 mil
  • Sofá reclinável comprado sem licitação: R$ 65 mil
  • Cama de couro de grão natural: R$ 42 mil
  • Mesa: R$ 36 mil
  • Três poltronas: R$ 29 mil
  • Enxoval completo: R$ 131 mil
  • Persianas e cortinas: R$ 202 mil 
  • Troca do piso da Granja do Torto por um vinílico, “mais macio e confortável”: R$ 156 mil 

Total de gastos com reformas e compras de móveis: quase R$ 26,8 milhões. Tudo bancado com o dinheiro dos pagadores de impostos. 

O novo mobiliário confirmou a frase dita por Lula em 2022, durante a campanha eleitoral: “Gosto de coisa boa, quero comer bem, quero morar bem, quero viver bem”. Os móveis que supostamente haviam sido furtados por Jair e Michelle Bolsonaro foram “magicamente” encontrados em uma sala do próprio Palácio do Planalto, no início deste ano. 

As mudanças nos imóveis públicos por Lula não são novidade. Em seu primeiro mandato, ele deixou claro que trataria o patrimônio público como privado. Em 2004, sua então mulher, Marisa Letícia, plantou um canteiro de sálvias vermelhas em formato de estrela no jardim do Palácio da Alvorada. O plantio fazia alusão à estrela do Partido dos Trabalhadores (PT), em um jardim tombado pela União.

Na mesma época, a gestão petista fez grandes gastos para reformar os imóveis da Presidência. Em outubro de 2004, por exemplo, o governo gastou R$ 18 milhões só com as obras no Palácio da Alvorada. Lula também investiu na compra de aviões para o transporte do presidente e de suas comitivas. A aeronave da Força Aérea Brasileira foi adquirida por R$ 167 milhões. Em valores atualizados, de acordo com a correção monetária pelo IPCA, o avião custaria R$ 450 milhões.

Marisa Letícia plantou flores no Palácio da Alvorada com o formato do símbolo do Partido dos Trabalhadores | Foto: Lula Marques/Folha Imagem
O ‘líder do proletariado’ toma espumante de R$ 1.000

Os gastos do governo Lula 3 para os mesmos fins, no entanto, deveriam surpreender seus eleitores. Afinal, em 2022, quando ainda era pré-candidato, o petista atacou a classe média do Brasil, classificando-a como “escravista”.

“A chamada classe média ostenta muito um padrão de vida acima do necessário”, declarou Lula. “É uma pena que a gente não nasce e a gente não tem uma aula: o que que é necessário para sobreviver? Tem um limite que pode me contentar como um ser humano. Quero uma casa, quero casar, quero ter um carro, quero ter uma televisão. Não precisa ter uma em cada sala. Uma televisão já tá boa.”

Só com o dinheiro do tapete novo de Lula seria possível comprar 57 smart TVs ultra HD de 50 polegadas da Philco, orçada em pouco menos de R$ 2 mil cada. Isso, sim, é ostentação.

Em outro discurso, na 112ª Conferência Internacional do Trabalho, na Suíça, Lula fez uma nova performance fantasiado de “líder do proletariado”. Criticou bilionários e defendeu a taxação dos “super-ricos”. Afirmou que os empresários não querem “ficar no meio dos trabalhadores”. O comentário contrapõe as atitudes do presidente. Em agosto de 2023, por exemplo, a Marinha e a Polícia Federal retiraram banhistas de uma praia no Rio Tapajós, em Santarém (PA), para que o petista pudesse nadar na orla de água doce.

Mesmo defendendo o discurso “proletário” da militância petista, o casal começou a dar os primeiros sinais de ostentação já na cerimônia de casamento, realizada em maio de 2022 num bufê de luxo na Vila Olímpia, bairro nobre da capital paulista. A principal bebida escolhida para animar a festança foi o espumante Cave Geisse Brut.

Lula coloca aliança no dedo de Janja | Foto: Ricardo Stuckert
Lu Alckmin e Geraldo Alckmin no casamento de Lula e Janja | Foto: Ricardo Stuckert
Cerimônia de Lula e Janja, em São Paulo | Foto: Ricardo Stuckert
Cerimônia de casamento de Lula e Janja, em São Paulo | Foto: Ricardo Stuckert

O evento contou com dez ambientes diferentes, decoração luxuosa e a presença de inúmeros artistas. O vestido de casamento de Janja, assinado pela estilista Helô Rocha, foi confeccionado por bordadeiras e divulgado como um “presente” da modista à noiva.

Os vestidos assinados por Helô Rocha podem ultrapassar a marca dos R$ 250 mil. A sandália de Janja custou R$ 1,4 mil. A noite de núpcias dos noivos foi no Grand Mercure Hotel. A suíte, na época, tinha o valor mínimo de R$ 3 mil a diária.

Eterna lua de mel

Apesar do casamento de Lula e Janja ter ocorrido há dois anos, o casal segue em lua de mel — pelo menos no que diz respeito às viagens. Recentemente, eles comemoraram a semana dos namorados no hotel italiano Borgo Egnazia, um dos mais luxuosos de toda a Europa. As diárias alcançam a cifra de R$ 71 mil, segundo o jornalista Cláudio Humberto. 

O requinte não fica apenas no histórico país europeu: durante viagens à Índia, o casal hospedou-se em hotéis que custam até R$ 60 mil por dia. Em outra ocasião, na Espanha, Lula, Janja e sua comitiva gastaram cerca de R$ 500 mil só com o aluguel de carros. 

Em vez de optarem por registrar suas experiências com a câmera do celular, como faz a maioria da população, Lula e Janja preferem levar o fotógrafo Ricardo Stuckert a tiracolo em sua volta ao mundo. Em 2023, as hospedagens do profissional custaram quase R$ 100 mil, de acordo com o Portal da Transparência.

Quando reclamou de bilionários, Lula também disse que estes têm que “aprender a viver aqui [na Terra]”. O presidente não tem seguido seus próprios conselhos. Afinal, ao que parece, nem a reforma milionária no Palácio da Alvorada foi capaz de manter o petista no Brasil. Como noticiou Oeste, ele já percorreu 250 mil quilômetros em visitas a 24 países. 

Apenas em 2023, os luxuosos passeios de Lula somaram 62 dias fora do Brasil, ao custo de R$ 65,9 milhões, segundo o site Poder360. Na maioria das viagens, Janja está junto.

Lula Fashion Week

Festas extravagantes, móveis e viagens que poderiam figurar em propagandas de agências de turismo não são os únicos itens de consumo em que o casal torra dinheiro público. Roupas de grife completam a lista.

Artigos de luxo adquiridos por Lula e Janja | Foto: Montagem Revista Oeste/Reprodução

O item mais caro do guarda-roupa do casal presidencial é o emblemático relógio dado a Lula pela empresa Cartier durante uma viagem a Paris, em 2005, em seu primeiro mandato. O acessório de ouro branco e safira é avaliado em R$ 60 mil e chegou a ser alvo de críticas ao Tribunal de Contas da União (TCU), visto que Bolsonaro não pôde manter as joias que ganhou de mandatários da Arábia Saudita quando deixou a Presidência. 

A legislação brasileira determina que presentes de alto valor recebidos ao longo do mandato, mesmo que sejam itens personalíssimos, precisam ser devolvidos à União. No caso de Lula, o TCU decidiu manter o relógio com o petista e alegou que não podia aplicar a regra de forma retroativa, já que o presidente recebeu o relógio há quase 20 anos.

Em segundo lugar na coleção de luxo do casal está uma bolsa feita de couro de bezerro. O acessório, confeccionado pela grife Celine, foi usado por Janja em viagens aos Estados Unidos e Portugal. A bolsa tem forro de camurça e acabamento de prata. No site brasileiro da Celine, o produto está à venda por R$ 22,6 mil — valor equivalente a 16 meses de salário mínimo.

Na mesma viagem a Portugal, Janja presenteou Lula com uma gravata da Zegna, comprada por 195 euros (ou R$ 1.140). Numa reunião com AD Júnior, a primeira-dama usava uma sandália de couro de bezerro da grife francesa Hermès avaliada em aproximadamente R$ 6 mil.

Os estilistas responsáveis pela marca Neriage, favorita da primeira-dama, acreditam que ela está “dando visibilidade à moda brasileira” e não gostam que sejam criticados os valores de suas peças — que custam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil. Em entrevista ao Valor Econômico publicada em 2023, o estilista Airon Martins (que desenhou a polêmica camisa de seda de R$ 2,5 mil usada por Janja no Fantástico) afirmou que não acredita em um “Brasil a preço de banana”.

“O Brasil a preço de banana comigo não tem, não”, disse. “Uso a mesma seda nacional utilizada pela Dior e Hermès. É luxo, e isso tem um preço.”

Por falar em Hermès, Lula aparenta dividir a paixão pela marca com a mulher. Em um vídeo publicado para promover o Sistema Único de Saúde (SUS), Lula, que é um conhecido paciente do Hospital Sírio-Libanês, usou uma camisa polo da grife. O item é vendido a US$ 530 no site oficial da Hermès — o equivalente a R$ 2,8 mil reais. 

Em seu primeiro vídeo como candidato na campanha presidencial de 2022, Lula usou uma camisa da marca brasileira Reserva que custa R$ 399. Para seu casamento e posse, encomendou ternos ao alfaiate Alexandre Won, um dos mais requisitados do Brasil. Embora os preços das peças nunca tenham sido divulgados, estima-se que um costume desenhado por Won tenha valor inicial de quase R$ 16 mil.

O levantamento feito pela reportagem é apenas um recorte do esbanjamento do casal presidencial. O homem que se diz Pai dos Pobres vive como um milionário. E quem paga a conta é você.

janja corinthians
Lula e Janja, durante a cerimônia de posse | Foto: Ricardo Stuckert/PR

Leia também “Brasil: o país da dengue”

15 comentários
  1. Alem Alberto Chedid
    Alem Alberto Chedid

    É o tal complexo de vira-lata; tem que ostentar, tem que nutrir-se do exterior porque não tem nada nos miolos, são almas mortas. Janja pode cobrir-se de ouro e sempre será uma caipira, uma jeca sem pedigree, Constaza Pascolatto, mendiga, seria uma mendiga chique. E o povo? O povo que se exploda!! Paguem manés! Paguem!!

  2. DONIZETE LOURENCO
    DONIZETE LOURENCO

    O comportamento extravagante do casal real é análogo ao que ocorreu e/ou ocorre em todas as ditaduras do planeta.
    A Esbanja me faz lembrar a Sra. Imelda Marcos das Filipinas que quando a ditadura do seu marido Ferdinand Marcos ruiu, foram contabilizados em sua residência cerca de três mil pares de sapatos.
    “Os estilistas responsáveis pela marca Neriage, favorita da primeira dama, acreditam que ela está dando visibilidade à moda brasileira e não gostam que sejam criticados os valores de suas peças – que custam em R$ 2 mil e R$ 5 mil. Em entrevista ao Valor Econômico publicada em 2023, o estilista Airon Martins (que desenhou a polêmica camisa de seda de R$ 2,5 mil usada por Janja no Fantástico) afirmou que não acredita em um “Brasil a preço de banana”.
    Comentário inoportuno e lamentável destes “estilistas” que são artistas da moda, não contemplados pela Lei Rouanet.
    Qualquer cidadão ou cidadã ter o pleno direito de vestir e calçar o que bem entender, desde que seja com seus recursos.
    O casal real, que jura proteger os pobres e “trabalha” pelo social, torra o dinheiro do pagador de impostos sem nenhum pudor.

  3. José Luís da Silva Bastos
    José Luís da Silva Bastos

    O que mais me deixa indignado é ver pessoas esclarecidas votarem neste lixo e ainda falarem que ele é o pai dos pobres.

  4. Robson Oliveira Aires
    Robson Oliveira Aires

    O pior de tudo é ter que ouvir os devotos do Filho e da Filha de Satã defenderem seus líderes.

  5. Candido Andre Sampaio Toledo Cabral
    Candido Andre Sampaio Toledo Cabral

    É um escárnio com o povo brasileiro. Dois vagabundos corruptos ostentando com o dinheiro alheio.

  6. Bruno Araujo Barbaresco
    Bruno Araujo Barbaresco

    Só tem um detalhe, donas das grifes; as outras pessoas compram com seus próprios dinheiro e o casal em foco, compra com o dinheiro dos contribuintes, ue muitas vezes mal tem o ue comer. Com o dinheiro deles, podem comprar até as coroas da rainha Elisabeth, mas com o dinheiro do povo, não deveriam ter esse direito. Ninguém está uestionando o valor ue vcs cobram pelos seus produtos. Compra uem uer e pode. O Problema é eles comprarem com NOSSO dinheiro.

  7. Paulo Cesar F Viana
    Paulo Cesar F Viana

    NOJO!!!!!

  8. Erasmo Silvestre da Silva
    Erasmo Silvestre da Silva

    E esses pestes não discussão sobre a igualdade? Eu comprei uma sandália na loja Vitrage, foi 20 real boa danada, janja que quer igualdade compra uma de 6 mil real, pode isso Arnaldo?

  9. Marisa Milen
    Marisa Milen

    Isso não é verdade!! É um pesadelo!!Como podemos admitir tamanha irresponsabilidade e parasitagem de um presidente que foi eleito para governar um país, e o pior, não ficam ruborizados por assaltarem um povo faminto, pobre, sem cultura, saúde e sem educação.
    É preciso ser um grande abutre.

  10. Antonio Carlos Neves
    Antonio Carlos Neves

    Pensar que foram os tucanos que fizeram essa obra de arte, recuperando vergonhosamente Lula para derrotar o governo Bolsonaro, me envergonha ter sido filiado a essa gente desde a fundação do partido até 2019, ano que se revelaram sem caráter, inúteis e fizeram o “L”. Não creio que Lula teria tanto poder no Judiciário e na decadente e velha imprensa sem o auxilio dos tucanos.

  11. Marcelo Gurgel
    Marcelo Gurgel

    Vergonhoso

  12. RODRIGO LOURENCINI PALAORO
    RODRIGO LOURENCINI PALAORO

    Governo do amor, dos pobres, das mulheres, dos negros, dos povos indígenas, bla-blá-blá-blá

  13. Daniel BG
    Daniel BG

    A que chamar tanto roubo na cara dura sem punição, sem questionamento competente? Deixar o povo esperneando e rir em cima. Espero que a nossa história tenha um melhor futuro do que esse desenhado pelo casal petista.

  14. RODRIGO DE SOUZA COSTA
    RODRIGO DE SOUZA COSTA

    A arte de dar bom dia com o chapéu alheio.

  15. MNJM
    MNJM

    Lula sempre foi mau caráter, casou com a pessoa certa.
    Vida de rico as custas dos pagadores de impostos. Quer o povo miserável para se manter no poder e ostentar.

Anterior:
Os políticos querem acabar com as delações
Próximo:
A origem da encrenca
Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre notícias, acontecimentos e eventos semanais no seu e-mail.