-Publicidade-

O que virá

Na América partida, o tecido social está bem esgarçado e parece cada vez mais difícil imaginar uma pacificação

O democrata Joe Biden assumirá o comando da Casa Branca em 20 de janeiro de 2021. Há dúvidas se Trump questionará judicialmente o resultado, já que em vários Estados o saldo foi bem apertado e há algum indício de fraude. O que virá em seguida?

Ninguém sabe ao certo, eis a verdade. Mas podemos fazer algumas previsões. A primeira constatação óbvia é quão dividido está o país. Essa margem estreita em inúmeros Estados demonstra uma população rachada ao meio. Quando se observa o mapa nacional, o que vemos é uma divisão mais clara entre as costas de leste e oeste, democratas, e o centro, republicano.

Isso reforça uma das principais teses que explicam os fenômenos políticos modernos, como o próprio Trump presidente ou o Brexit. Há um abismo crescente entre a elite cosmopolita “liberal” e o “povão” mais conservador, que não se sente representado por essa elite no poder, e rejeita suas bandeiras “progressistas” para costumes e imigração, além de se sentir desassistida por uma “globalização administrada”, ou o globalismo.

Essa seria a tal “traição das elites” de que falava Christopher Lasch. As redes sociais acabaram dando voz a essa multidão que estava cada vez mais cansada da classe política, da mídia tradicional, dos “intelectuais” da academia e da cultura pop dominada pela esquerda hollywoodiana.

O tribalismo acabou sendo alimentado, e a política virou uma torcida de futebol. Os democratas dobraram a aposta nesse viés mais radical “progressista”, enquanto os conservadores queriam alguém que representasse o “dedo do meio” a essa turma toda, para “drenar o pântano de Washington”. É o establishment de um lado contra os “homens esquecidos” do outro.

Por quatro anos os eleitores republicanos escutaram da mídia que Trump era um fascista, uma ameaça à democracia, um perigo para as minorias. Nada disso se revelou verdadeiro, mas essa demonização produziu mais ressentimento, mais divisão. E a hipocrisia democrata, de se vender como o partido “pacificador”, só gera mais revolta, pois todos percebem que é justamente a esquerda que investe na divisão constantemente, jogando homens contra mulheres, negros contra brancos, gays contra heterossexuais. Sua política de identidades é uma espécie de marxismo em nova embalagem.

O Colégio Eleitoral serve para frear o ímpeto populista das metrópoles mais populosas

Nesse clima, uma vitória bastante apertada de qualquer lado seria risco de fagulha num paiol de pólvora. Alguns chegaram a falar em “guerra civil”, o que parece certo exagero. Mas não restam dúvidas de que o tecido social norte-americano está bem esgarçado, e que parece cada vez mais difícil imaginar uma pacificação. Nesse contexto, podemos ficar otimistas com o futuro governo Biden?

Difícil. Apesar da aparência de moderado, Biden é praticamente um octogenário um tanto senil, e a tese de que simboliza um “cavalo de Troia” para a chegada da ala mais radical do partido ao poder não deve ser descartada. Kamala Harris, sua vice, é uma das senadoras democratas mais à esquerda, e aí é que mora o perigo. Se os democratas enxergarem a possível vitória como uma carta branca para avançar com seus projetos mais socialistas, a situação poderá sair de controle.

Afinal, não houve nada parecido com a tal “onda azul” de que muitos falavam, com apoio da imprensa. Os democratas perderam cadeiras na Câmara e não conseguiram reverter a maioria republicana no Senado. A Suprema Corte conta com maioria folgada conservadora, e imaginar, com esse Congresso, uma tentativa de “empacotar a Corte”, como alguns democratas sugeriram (ou ameaçaram), parece fora de contexto: não vinga.

Além disso, é preciso lembrar que em dois anos há nova eleição e, se o governo Biden se mostrar ousado demais do lado “progressista”, isso poder levar a um massacre nas urnas em 2022. Aí nada mais seria aprovado. Apesar de o Executivo ter bastante poder no regime presidencialista norte-americano, esse poder está longe de ser ilimitado, e o mecanismo de pesos e contrapesos costuma funcionar.

Essa é a grande questão, afinal: as instituições republicanas ainda funcionam nos Estados Unidos? Os mais pessimistas temem que não, acham que seu enfraquecimento, que vem de longa data, já é enorme. Outros, dos quais faço parte, entendem os riscos, mas acreditam ser cedo demais para cantar uma derrota final do modelo norte-americano. Os “pais fundadores” pensaram em muitos riscos, como a “tirania da maioria” e também de uma minoria “iluminada”. O Colégio Eleitoral, tão criticado por alguns, serve justamente para frear o ímpeto populista das metrópoles mais populosas.

Trump não estava no patamar de um Ronald Reagan, por exemplo

Os Estados Unidos não vivem sua melhor fase, isso está claro. Mas ainda são uma nação com sólidas instituições, com uma cultura de liberdade, e isso não é facilmente destruído. É verdade que seus pilares vêm sendo atacados faz tempo, por uma esquerda que cospe no legado norte-americano, que sente vergonha de seu passado, que tenta subverter os valores morais que atuam como cola do tecido social. Mas há reação.

Biden não terá essa autonomia toda para impor o projeto da base radical de seu partido. Terá de fazer muitas concessões. E os republicanos poderão aproveitar a ocasião para refletir sobre o estilo de Trump, talvez necessário para oferecer resistência aos mais revolucionários do outro lado, mas em muitos momentos excessivamente agressivo ou fanfarrão, o que certamente afugentou votos das “mães de subúrbio”.

Para unir essa América partida, será necessário o surgimento de um estadista. Com todas as suas qualidades, e com vários acertos em suas políticas, Trump não era essa figura, não estava no patamar de um Ronald Reagan, por exemplo. E Joe Biden com certeza passa mais longe ainda desse perfil. Logo, será preciso aguardar uma pacificação maior para os norte-americanos lembrarem que, apesar das grandes diferenças ideológicas, estão todos no mesmo barco e devem buscar denominadores comuns para permitir a prosperidade e a segurança da sociedade. Até lá, resta torcer para que as instituições resistam. Espero — e acho — que sim.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

114 comentários

  1. Rodrigo Constantino representa hoje a esperança e a voz dos milhões de conservadores que lutam contra a tirania esquerdista. Por isso querem calá-lo de todas as formas. Não conseguirão!
    Parabéns Constantino!!!

      1. Caros da Revista Oeste,

        Assinei a mesma, como voto de agradecimento por terem tido verdadeira empatia pelo Rodrigo Constantino, não o mandando embora. Vocês foram justos com alguém que foi “cancelado” por uma turma de lacradores inconsequentes.

        Ele representa nossa voz engasgada – uma voz conservadora nos costumes, principalmente.

        Grato mesmo.

      2. Texto excelente Rodrigo. Estamos todos contigo. A vigarice de VM não prevalecerá.

      3. ….excelente texto. Eu tb. Vou pedir licença para reproduzi-lo aqui, fazendo as devidas referências à autoria. Obrigado

      4. Também assinei a revista por não acreditar no que fizeram ao Constantino! Mas essa revista está me surpreendendo! Sem contar que tem colunistas que admiro como o Fiuza, Augusto Nunes e a Ana. Parabéns pela coragem da revista!

      5. Rodrigo Constantino é luz para clarear nossas ideias e convicções. Ótimo jornalista. Excelente pessoa.

      6. Como sempre, um excelente texto, Constantino. Continue assim, sempre brilhante. E não se cale, pois você é nossa voz. Parabéns!
        Revista Oeste, não perca um profissional tão inteligente e competente. Continue nos brindando com esses verdadeiros jornalistas comprometidos com o Brasil.
        #mulherescomconstantino

      1. Essa reflexão é a melhor que li, Constantino nos brinda hoje com uma obra de arte para o jornalismo atual,faz uma leitura precisa e real da política americana.Fica um alerta para o momento que vivemos, polarização, ameaça a nossa liberdade de expressão e aos nossos valores.Sim concordo o Trump não é um Ronald Reagan como Bolsonaro não é um brilhante.estadista,mas eram os melhores que tínhamos no momento.Assim são as escolhas.Bravo Constantino!!!!!

      2. Sim, Trump e Bolsonaro estão abrindo o caminho para uma nova safra de grandes estadistas que defenderão os valores que sustém o ocidente – mesmo a humanidade.

      3. Prezados,

        Assinei a revista Oeste em apoio ao Constantino. Entretanto, com certeza pretendo ler os textos dos grandes jornalistas e formadoresde opinião que escrevem para a mídia.

        Um abraço,

        Luciano da Rocha Reis

      4. Prezados,

        Assinei a revista Oeste em apoio ao Constantino. Entretanto, com certeza pretendo ler os textos dos grandes jornalistas e formadores de opinião que escrevem para a mídia.

        Um abraço,

        Luciano da Rocha Reis

      5. Excelente e parabéns aa Revista Oeste por te lo nos seus quadros, mesmo quando tentam destrui-lo

      6. Esse Biden tem cara é miolo de Jimmy Carter. Vai ser um desastre.

      7. Consta , parabéns , vamos nessa , estamos juntos , você é absolutamente indispensável!

      1. Parabéns, Rodrigo! Excelente análise. Perdeu quem resolveu demiti-lo. Parabéns a Oeste e a Gazeta do Povo. Esse horário das 17 as 18 está ótimo. Vai dar inveja no 03 esquerdopatas em 01! Abraço!

    1. Excelente análise! Parabéns, Constantino! Vc é inteligente e a sua voz soa como uma boa música aos ouvidos conservadores. Siga em frente e ninguém te calará!

      1. Parabéns pela análise, Rodrigo Constantino

      2. Parabéns aos editores por manter Constantino no quadro. Prova que fiz uma assinatura acertada. Avante conservadores! Quanto ao Biden, faz-me rir.

    2. Grande admirador seu viu xará !!!!
      Assinei aqui atendendo a seu pedido em live ok …
      Força TOTAL na luta contra os “erros” e “desajustes” políticos, econômicos e sociais !!!
      TAMO JUNTO

    3. Sou fã desse moço e a esquerda caviar o odeia, justamente por ele expor a hipocrisia desses borsais e arrogantes. Estamos com Constantino.

  2. A outra forma de ver a divisão nos EUA é sob olhar da economia. As costas tanto leste quanto oeste, onde predominam a revolução tecnológica, as principais universidades do mundo, a biotecnologia, vale do silício, a aceitação as diferenças e menos racismo, os democratas ganharam.
    No centro oeste onde imperam o agro negócio cheio de protecionismo, religiões centenárias, racismo, os Republicanos ganharam. É status quo que precisa d barreiras para se proteger, contra os inconformados que querem mudar.
    A ver.

  3. Faço coro com o comentário do Pedro campos Coutinho, acompanho há anos o trabalho do Rodrigo Constantino (livros, palestras e nos vídeos), realmente existe uma claque na esgotosfera querendo calar, não só o Rodrigo, mas todos os que tem um perfil liberal-conservador. A grande maioria silenciosa, como se costuma se referir aos conservadores, tem que começar a se manifestar!

  4. Assinei a Revista Oeste em apoio ao Rodrigo. São raros os jornalistas que presam por valores e princípios.
    Até um tempo atrás eu estava no lado errado, sendo uma massa de manobra e o Rodrigo é um dos pensadores e mentor que me ajudou a ver a verdade.
    Muito obrigada!

  5. Rodrigo Constantino dá representatividade para milhões de pessoas de bem que zelam pela liberdade. Que os bons não se calem.
    Excelente texto!!!!

    1. Ótimo texto. Parabéns Constantino. Continue não se curvando ao politicamente correto de uma esquerda que representa s escória da sociedade.

  6. Parabéns a Revista Oeste por se posicionar diante de uma situação tão delicada e por manter um profissional de tão alto nível. Com certeza todos nós ganharemos muito com isto!! Viva!!

  7. Rodrigo Constantino é um orgulho para todos que cultivam a liberdade e a inteligência.
    Quanto aos USA, vamos ver se ainda existe justiça funcionando, caso contrário será a destruição de 200 anos de democracia. ´

  8. Que a Revista Oeste se mantenha imune às investidas dos que persuadem outros veículos de comunicação a embarcar na versão distorcida e criminosa do falso motivo de afastamento armado por detratores criminosos contra você, Rodrigo Constantino, e demais colunistas da valente Revista Oeste. Penso que deixar isso para lá, sem a devida retratação, é, no mínimo, uma iniquidade, uma agressividade, injusta e sem nexo, além de uma patente indignidade. Parece que a moda de cometer os crimes de calúnia, injúria e difamação contaminou certos agentes da mídia. Caso típico de enquadramento dos facínoras pela Justiça, à luz do Código Penal e do Código de Processo Penal vigentes, além da devida indenização por danos morais, profissionais e materiais.

  9. Parabéns Rodrigo. Assinei a revista hoje por sua causa.
    Vou passear pelos seus textos e dos outros feras que compõem o timaço comandado pelo Guzzo.
    Parabéns a todos!

  10. Parabéns Constantino, considero que você nos representa em todos os momentos de sua atuação, no jornalismo verdadeiro e conservador, que preza e respeita os costumes, a família, as religiões, a lei e a ordem, próprias de uma verdadeira democracia.
    Penso que, poucos jornalistas conseguiriam sequer pensar, para escrever tão excelente artigo, em um momento pessoal covardemente agredido, por expressar um sentimento de um pai, interpretado com má fé por radicais do politicamente correto e de covardes colegas do jornalismo. Entendo que Constantino perderá menos que os veículos que dispensaram sua participação. Alguns programas que participava, não tem mais sentido escutar, já que não haverá contraponto ao jornalismo daqueles que não respeitam a verdade dos fatos e promovem odiosas versões incendiárias.
    Neste artigo, Constantino demonstra com clareza o barulho que a mídia dos democratas provocou nos eleitores republicanos, que, “Trump era um fascista, uma ameaça a democracia e um perigo para as minorias, sem que nada disso tivesse ocorrido e a hipocrisia democrata do partido “pacificador” só gera mais revolta, quando a sociedade percebe que é justamente a esquerda que investe na divisão, homens contra mulheres, negros contra branco, gays contra heterossexuais”. Indiretamente, texto muito esclarecedor da agressão pessoal e familiar sofrida recentemente.
    Na minha idade não tenho habilidade para participar das mídias sociais, e portanto aguardo teu breve retorno a adequado meio de comunicação para que possamos ouvi-lo.
    Forte Abraço

  11. Parabéns pelo texto lúcido.
    Em alguns trechos,observamos,para o bem e para o mal,similaridade entre os perfis políticos de Trump e Bolsonaro.
    Siga em frente ,Constantino.
    “Os cães ladram, mas a caravana passa”.
    Abraços.

  12. Parabéns Constantino, seres humanos da tua espécie hoje são raros.
    Continue a luta.
    Aquele programa que você trabalhava : dois contra um, vai acabar pois só ficaram os puxa sacos do PT

    1. Cara, aquele Josias é um porre… Náo analisa nada, faz oposição aberta e rancorosa ao governo bolsonaro. Ele representa a hipocrisia que tomou conta do jornalismo nacional. Em sua bolha progressista se acha detentor único das virtudes e ai de quem pensar contra, é taxado de agressivo ou fascista. Acusa tudo e todos do ele e outros coleguinhas como o Joel e outros serem pedantes fazem diuturnamente. Gritam por respeito, mas não respeitam nada nem ninguém!!!!!

  13. Que a revista oeste resista a tirania da maioria lacradora que tenta calar vozes lúcidas como a do Rodrigo. Foi julgado, condenado e crucificado por ter dado uma opinião diferente no suposto estupro. Desafiou a extrema imprensa e espero que saia fortalecido, estamos contigo, não sucumbiremos a imposição do pensamento esquerdopata lacrador.

  14. Cara, aquele Josias é um porre… Náo analisa nada, faz oposição aberta e rancorosa ao governo bolsonaro. Ele representa a hipocrisia que tomou conta do jornalismo nacional. Em sua bolha progressista se acha detentor único das virtudes e ai de quem pensar contra, é taxado de agressivo ou fascista. Acusa tudo e todos do que ele e outros coleguinhas como o Joel e outros serem pedantes fazem diuturnamente. Gritam por respeito, mas não respeitam nada nem ninguém!!!!!

  15. Rodrigo Constantino! Continue assim, com esta capacidade, uma verdadeira dádiva como escritor, comunicador e jornalista que se sobressai perante a mediocridade que campeia a imprensa dos grandes grupos de comunicação. ABraços

    1. Excelente análise. Assinei a revista por causa do apelo dele no canal, cheguei lá quando entrei pra entender as razões dele depois da polêmica e vou te falar, já era fã, agora então… Assinei a revista oeste e o gazeta do povo a pedido dele, eu particularmente não conhecia nem a revista e nem o jornal, mas agradeço muito o apelo dele porque descobri que ainda existe trabalho jornalístico sério. Parabéns aos envolvidos nesses projetos. Obrigado e muita força Constantino.

  16. Uma análise imparcial, objetiva e com o bônus de tranquilizar os leitores que estão em meio a uma guerra de narrativas. Cada texto é um aprendizado, de refletir sobre novos pontos de vista. Revista Oeste: continue firme no propósito de defender a liberdade de expressão e o direito à informação de qualidade. Agora tenho mais um motivo para renovar a assinatura ante a postura correta da revista diante da patota histérica que tentou cancelar Constantino.

  17. Rodrigo Constantino pediu em sua Live e vejo hoje uma série de comentários afirmando terem assinado a Oeste por seu pedido. Sensacional.

    Quanto à análise, como sempre, lúcida… realista. Biden não será capaz de implementar tudo o que pretende por não ter a maioria no Senado e na Suprema Corte.

    O mais importante: que sirva de exemplo para o Governo Bolsonaro. Muita atenção para as próximas eleições presidenciais.

  18. Excelente Constantino, estamos com voce! Nao deixe essa patota te calar. Dependemos muito do seu trabalho incrivel para resgatar valores que estao sendo atacados por esta esquerda covarde.

  19. Parabéns Consta, seus textos são lúcidos, como sempre. E representam a voz de uma maioria silenciosa que precisa mais do que nunca de homens corajosos e valentes, que não se intimidam nem pedem desculpas por expressar suas opiniões (você pode ser responsabilizado pelo que diz, não pelo que eles entendem). Continue assim, “irredutível em sua fé, inabalável em sua ação, pois quem caminha em direção à luz, não pode ver o que acontece nas sombras”.

  20. Parabéns ao Rodrigo Constantino por este excelente texto, em meio a um jornalismo militante ainda podemos ter acesso a uma análise profunda e imparcial oferecida por você.

  21. Já tinha a assinatura da Oeste, agora vou fazer a Gazeta do Povo, como Constantino pediu. Parabéns a Oeste por ter em seu quadro o Consta! Abraço

  22. Evidentemente Constantino não precisa de apoios declarados para se defender da ira desses decadentes Vampiros de dentes rotos e fétidos, que mal têm conseguido “modesses” usados para sugar (desculpem a escatológica metáfora – mas só há um jeito de “pegar” ratos, descer ao porão).

    A integridade de Constantino o mantém fora do alcance desses chacais. Eles terão de continuar a dieta, não têm a mínima condição de, sequer, cobiçar sangue tipo O Rh – (universal).
    Por todas essas infâmias praticadas, gostaria de me somar aos que se solidarizaram com Constantino e reafirmar minha fé e confiança na grandeza dele.
    Dito isso, gostaria de colocar duas apreensões que, de súbito, incorporei – a partir do estado de visível demência (algum entendido arriscou provável doença de Alzheimer) de Joe Biden, principalmente face a sua “vitoria” conseguida ontem (precária ou não), já que irá ocupar o mais poderoso cargo do Planeta, o que por certo exige tudo que o melhor de todos possa ter, e mais um pouquinho.
    Minha primeira apreensão vem de Biden apresentar condições de saúde mental EM FRONTAL OPOSIÇÃO AO MÍNIMO EXIGÍVEL para alguém com a aspiração dele. Nem precisamos lembrar que uma boa capacidade cognitiva foi mais uma das qualidades que ele nunca conseguiu exibir com algum destaque, em muitos anos de vida pública. Em todas as vezes que o vimos falar em público, foi escandalizante o estado de demência exibido por ele, incapacitando-o de praticar ATO BÁSICO INSTINTIVO (que nem requer esforço cognitivo). Falo da iniciativa de AUTO-PRESERVAÇÃO (aquele em que qualquer animal ante a percepção que tem de suas limitações, se priva da exposição ao risco para o qual não se sente capacitado). Além desse, EXIBIU CLARAMENTE um outro SINTOMA, BEM MAIS GRAVE. Este, próprio dos humanos DESPROVIDOS DA CAPACIDADE DE mínimo esforço cognitivo. Refiro-me à VEXAMINOSA E CLARA CONFISSÃO, VERBALIZADA DE LIVRE E EXPONTÂNEA VONTADE, DE TER PRATICADO – JUNTAMENTE COM SUA CATERVA – AS MAIORES FRAUDES ELEITORAIS DA HISTÓRIA AMERICANA (coisa que nem Lula fez, mesmo sendo semi analfabeto).
    Ora, Biden é ADVOGADO de formação, EXPERIMENTADO SENADOR AMERICANO POR SEIS VEZES, e Vice-Presidente da Republica. deveria ter, como incorporado a cada célula de seu corpo, a consciência do DIREITO LEGAL DE NÃO SE INCRIMINAR. Bastaria para isso, manter-se calado.
    O que vimos FOI DE ESTARRECER (imaginem se tivesse sido protagonizado por Trump).

    Para os que preferiram ACHAR ENGRAÇADO ou ver como um deslize, dada a idade octagenária dele, e disfarçaram O DESCALABRO com atitudes simuladas de FALSO HUMANISMO, vale lembrar que TODOS AO REDOR DELE SABEM – DESDE MUITO TEMPO – DESSAS PRECARÍSSIMAS CONDIÇÕES DA SAÚDE MENTAL QUE ELE OSTENTA.
    Da mesma maneira, seus adversários – ÓBVIAMENTE – também sabem. Inclusive, Trump, que só faltou pegá-lo no colo durante o segundo debate. E chegou acarinhá-lo com o epíteto de “Sleepy Joe”.
    Neste ponto, cito minha segunda apreensão. Joe Biden nem sequer REUNIU CONDIÇÕES COGNITIVAS para acessar seus conhecimentos JURÍDICOS ULTRA BÁSICOS. Dentre eles, o de nunca se incriminar, ATÉ MESMO GARANTIDO LEGALMENTE. E, não percamos de vista que ele não estava sob nenhuma pressão. Fez A CONFISSÃO DA PRATICA CRIMINOSA, voluntária e deliberadamente, AO VIVO (o que descarta a possibilidade de alguma “edição maldosa”) em rede de TV, sob testemunho de milhões (talvez bilhões) de pessoas.
    Entretanto, para HORRORIZAR o mais tolerante dos mortais, NADA ACONTECEU.
    NEM MESMO FOI CONSIDERADO O FATO ANTE “AS CENTENAS DE FALCATRUAS E FRAUDES”, DE TODO TIPO, flagradas por todo tipo de gente.
    HOUVE ATÉ MESMO A MENÇÃO DE ” 21.000 MORTOS VOTANTES”.
    VÁRIOS E VÁRIOS CASOS DE QUANTIDADE DE VOTOS MAIOR DO QUE O NÚMERO DE VOTANTES EM VÁRIAS PRAÇAS.
    Mas, sobretudo a OMISSÃO BRUTAL E ESCANDALOSA DE TODO O APARATO JUDICIAL DO GOVERNO AMERICANO, COM CERTEZA LIGADO NA EVOLUÇÃO DOS ACONTECIMENTOS.

    Tudo isso somado, pode estar evidenciando o maior de TODOS OS PERIGOS PARA TODAS AS PESSOAS SIMPLES, CIDADÃOS PACATOS DO MNDO INTEIRO, TRABALHADORES ORDEIROS, QUE SEMPRE DERAM O MELHOR DE SI, PENSANDO ESTAR CONTRIBUINDO PARA A FORMAÇÃO DE UM MUNDO MELHOR PARA SI E SUAS FAMÍLIAS :

    UMA TRAMA PARIDA POR TODOS ESSES CANALHAS PODEROSOS – PARA ACIRRAR AS MAIS FERRENHAS DIVERGÊNCIAS E AS DIVISÕES MAIS PROFUNDAS E INCONCILIÁVEIS – CAPAZ DE NOS CONTRAPOR – UNS CONTRA OS OUTROS – AO PONTO DE NOS LEVAR A UMA MATANÇA GENERALIZADA. Uma GIGANTESCA LIMPEZA “ÉTICA” MUNDIAL FRACIONADA E EM ETAPAS – COMO UMA SUICÍDIO COLETIVO INDUZIDO – SEM PRESSA. AFINAL, O TEMPO CORRE A FAVOR DELES.
    O agravamento da situação econômica mundial, que leva ao desemprego e à fome, e a mais violência desenfreada, associada às PANDEMIAS QUE ELES PROVARAM SER CAPAZES DE PRODUZIR E BEM USAR CONTRA NÓS, serão ferramentas de extermínio mais do eficientes e eles ainda nos dirão que TUDO É FEITO PELO NOSSO BEM. Tomara que eu esteja errado.

  23. Parabéns, Rodrigo Constantino, excelente texto. Como todos acima, considero seu trabalho esclarecedor e fundamental para o momento que estamos atravessando. Força nesta hora difícil!

  24. Excelente texto, como sempre, Constantino! Siga firme com suas convicções. Quanto às eleições americanas, se com o Biden as perspectivas não são nada boas, imagine se ele não aguentar os quatro anos de mandato e assumir a sua vice, esta sim integrante da ala mais radical do Democratas. Melhor nem pensar nessa hipótese.

  25. As pessoas não vêem que a mídia dos grupo Globo, Folha e mais recentemente Veja, que eu chamo de sub imprensa, não é só um conjunto de jornalistas burros de esquerda. Os jornalistas burros de esquerda fazem o que seus patrões mandam, ou toleram porque talvez não precisem nem mandar. Peguem o caso do Waack que foi queimado pela TV e finamente desligado. Ou do Lacombe. Não que sejam radicais de direita, só que não são répteis subservientes. No caso dos jornalistas pode ser ideologia, mas no caso dos patrões não é. Afinal empresas têm que dar lucro. Então é porque deve ter rolado muita grana nos governos do PT, diretamente com anúncios no Mundial e no Pan, bem como indiretamente com empréstimos e perdões de dívidas do BNDES e mais indiretamente ainda “na veia” com grana depositada lá fora nos paraísos fiscais. E eles esperam que isso de algum modo continue. Faz sentido que eles esperem? Não, mas os patrões não são tão inteligentes assim. Lenin teria dito que quando fossem enforcar os últimos capitalistas eles ainda estariam brigando para ver quem ia vender o último lote de cordas.

      1. Estadão foi num passado remoto…. Hoje não passa de um vilarejo decadente…

  26. Bom dia, assinei a revista primeiro pelo Rodrigo Constantino que acho um cara bem coerente em suas análises, depois pelo time fantástico de colunistas que a revista tem. Parabéns e continuem com esse trabalho.

  27. Rodrigo Constantino, seu texto me fez refletir melhor sobre a eleição americana e suas consequências. É isso que procuro num JORNALISTA. OBRIGADO!!!

  28. Excelente texto de Rodrigo Constantino.
    Obrigado à Revista Oeste por não ter se dobrado ao mimimi que impera hoje em todos os lugares e mantê-lo em seu quadro de jornalistas.
    Perdem os outros meios de comunicação, que o demitiram por causa de uma fala mal interpretada!

  29. Parabéns Constantino, eu te conheci no Pânico na Jovem Pan e me tornei ouvinte dela por causa de seus comentários lúcidos no meio de tanta anarquia que o mundo está vivendo. Os esquerdistas sempre elegem um assunto midiático para se disfarçarem de empáticos e sensíveis, e escolhem um formador de opinião para atacar. Mas você jamais será calado, pois sua voz ecoa em quem valoriza Deus, a família e a liberdade. Parabéns Oeste, tenho orgulho em ser assinante, agora mais ainda.

  30. Olha nunca fiz um comentário na revista, pois assinei sexta-feira e quando vou postar vem a mensagem que já fiz tal comentário. Pode isto?
    #TamoJuntoConstantino

  31. Prezados da Revista Oeste,

    Há tempos vinha ensaiando assinar a revista e todo o rebuliço da semana com Rodrigo Constantino serviu para dar o empurrão que faltava.

    A revista foi justa com Constantino e marcou posição contra os “canceladores” de plantão.

    Espero continuar sendo presenteada com as excelentes análises do Rodrigo Constantino, assim como com aquelas de todos os outros colunistas da revista. Sucesso e vida longa!

    #MulheresComConstantino

    1. Que outros órgãos de imprensa sigam a postura do NÃO CANCELAMENTO e deixem de ser submissos, a exemplo da Revista Oeste. A Jovem Pan do Tutinha deveria se espelhar nesta magnifica conduta!

  32. A prova de que Trump não é uma ameaça à democracia é a resposta apenas institucional feita pelo time dele. Nada de quebra-quebra ou gritos histéricos nas redes sociais.

  33. O processo eleitoral não terminou e temos pelo menos 3 eleições de 3 estados americanos dominados pela máquina democrática que se encontram numa situação sub judice similar quando da eleição do George Bush filho e Al Gore em 2000. Em 2000 a situação já era complexa porem tratava-se da eleição de 1 estado (Florida) somente e hoje temos pelo menos 3 estados sub judice !!! É preciso que as violações a Constituição Federal dos EUA cometidas durante essa eleição sejam investigadas de forma diligente e precisa e somente elas poderão legitimar ou não o Biden como novo presidente dos EUA lembrando que até agora a eleição do Biden não foi certificada ainda como deixa crer os jornalistas torcedores militantes da extrema imprensa. No estado da Pensilvania a corte suprema estadual dominada pela máquina democrata legislou para modificar a regra de recebimento dos votos o que afronta o artigo primeiro da Constituição federal dos EUA : poder judiciário zela pelo cumprimento das leis e não pode criar as leis, quem cria é o poder legislativo. Há relatos que nesses estados dominados pela máquina dos democratas haveria outros tipos de fraudes gerando centenas de milhares de votos ilegais : mortos e imigrantes ilegais votando, boletins de voto em favor do Trump que nunca chegaram aos centros de contagem, boletins a favor do Biden que milagrosamente apareceram após às 20h00 do dia 3/Nov ou seja apoós o prazo normal de recebimento que deram a virada de jogo a favor do Biden, impedimento do acesso físico de observadores republicanos aos centros de contagem dos votos e impedimento de acompanhar visualmente os movimentos dos operadores de contagem em locais de contagem através de colocação de tapumes/cartolinas. É preciso que o poder judiciário incluindo a corte suprema federal verifiquem se aconteceram essas violações e se for o caso punirem os culpados e determinem qual foi a magnitude dessas violações para tornar a eleição do Biden legítima (ou não) perante o povo dos EUA. Trump não é Reagan pois precisa ter muito mais estômago, resiliência e espírito combativo para confrontar os democratas de hoje que não tem nada haver com os democratas da era do Reagan.

    1. O senhor, com todo o respeito, está repetindo as falácias da campanha de Trump. 1) em nenhum estado a eleição está sub judici. Alguns estados estão recontando os votos de alguns condados onde a diferença foi pequena; 2) obviamente o senhor não conhece o caso Bush x Gore quer é totalmente diferente; a questão foi se votos não contados porque o cartão da cédula não foi totalmente perfurado deveriam ser contados. 3) a suprema corte da Pensilvânia não legislou, o confesso do Estado criou a lei que permitiu o recebimento de cédulas até 3 dias após o dia da eleição se a cédula fosse recebida pelo correio no dia da eleição. Isso porque o diretor do correio, nomeado por Trump no início do ano removeu vários equipamentos distribuição de cartas gerando atraso na entrega. A lei foi contestada por partidários de Trump mas mantida pela suprema corte da Pensilvânia e pela suprema corte federal. 4) quem conhece a eleição pelo correio, permitida em todos os estados há décadas, sabe que não é possível morto e imigrante ilegal votar. A cédula precisa ser requisita por eleitor registrado. Ela contém um código de barras com as informações do eleitor. Quando a cédula é recebida, as informações do código de barras são checadas com as informações do registro de identidade do eleitor e a assinatura é comparada com a assinatura da carteira de identidade que está no sistema. Mesmo que o eleitor morra na véspera da eleição ninguém pode usar sua cédula porque a assinatura não será confirmada. 5) não é possível segregar votos de Trump para descarta-los porque os envelopes só são abertos na hora da apuração. 6) não é verdade que observadores republicanos não tiveram acesso às contagem. Em todos os estados em que a campanha de Trump entrou na justiça não conseguiu mostrar evidências disso. Na verdade, sob juramento, as testemunhas disseram aos juízes que puderam observar a apuração de maneira apropriada. 7) na Pensilvânia, o advogado de Trump, que fora do tribunal bradava fraude, disse ao juiz que seu processo pedindo a anulação de votos não estava alegando que houver fraude. O juiz foi nomeado pra essa corte por Trump. 8) todos os processos em cortes de diferentes estados foram rejeitados por juízes, muitos deles nomeados por Trump, por falta de evidências apoiando as alegações, exceto dos, que não reverteram votos para Trump. Leia os processos, como eu fiz, em vez de repetir as mentiras dos partidários de Trump. Em tempo: os estados dão baixa nas carteiras de identidade quanto recebem o atestado de óbito, assim o eleitor morto não tem identidade válida no sistema. Sou cidadã americana e voto nos EUA pelo correio desde 2000. Desculpe-me os erros de português mas estou escrevendo no telefone e não posso voltar para conserta-los. Onde se lê confesso é na verdade congresso.

  34. Chamar o Partido Democrata de partido de esquerda chega a ser hilário. Kamala Harris teria planos socialistas ? Ahh por favor. A direita e a esquerda querem colocar os partidos americanos em suas caixinhas, mas não é nada disso, assim como Obamacare nunca foi nada parecido com o SUS ou NHS do Reino Unido. É apenas um Plano de Saúde PAGO que por ser barato se chama “affordable”. A esquerda continua fora dos EUA e esse rótulo de “socialista” para os candidatos do Partido Democrata foi só uma arma de marketing. Isso veremos nos atos de Biden como vimos nos atos de Obama tanto dentro como fora dos EUA.

  35. Otimo texto. Mas o Biden não ganhou a eleição ainda!!! O jogo já começou a virar.
    Deus queira que tudo dê certo na Suprema Corte e que arregacem esses Demoniocratas

  36. Acabei de assinar essa revista, que até então não conhecia, em apoio a esse grande colunista Rodrigo Constantino, o qual não conheço pessoalmente. De brinde, ganhei o acesso a outros grandes colunistas como Ana Paula, Augusto Nunes, Guzzo, Fiuza, e outros. Vá em frente Constantino, você é uma voz que não pode ser calada.

  37. Nada de errado neste artigo, mas causa-me espécie de não ler uma única palavra de repúdio ao estilo populista-tosco de DT. Nada contra o brutalismo que empregou contra aliados históricos dos EUA e contra a amabilidade com ditadores e afins. Nada sobre o caos na Casa Branca e seus muitos amigos com colarinho sujo.

    1. Muita coisa errada neste artigo. A sugestão de que houve fraude é mentirosa. As evidências de que essa acusação é uma tentativa de Trump de desestabilizar o processo democrático são inúmeras, republicanos estão dizendo isso. Juízes nomeados por Trump estão descartando seus requerimentos judiciais alegando fraude por falta de evidências. Em nenhum estado a eleição está sob judice, como afirma; em alguns estados, a recontagem de votos é automática quando a diferença de votos é pequena. No estado em que a diferença de votos não foi suficiente para recontagem, sua campanha não quis pagar para recontar os votos. A análise de Constantino sobre as eleições aqui é equivocada, mas é sua opinião. Omitir as ações de Trump para desestabilizar as instituições democráticas, é uma opção editorial, mas as mentiras e falácias que escreve, com todas as evidências em contrário, constitui fraude, pq tem intenção de enganar.

  38. Em apoio ao sr. Rodrigo Constantino e pela excelência dos artigos feitos pelos profissionais dessa revista, acabei de fazer minha assinatura também.

  39. Revista Oeste assinada agora em apoio ao Rodrigo Constantino: Continue sendo autêntico e defendendo os valores conservadores e liberais que defendes! Parabéns pelo texto e pelas opiniões!

  40. Parabéns Constantino e Revista Oeste , que não se calam, diante da primeira ventania. Vamos em frente……………………………………..

  41. Assim como muitos, também acabei de assinar a revista em solidariedade ao Rodrigo e à sensata decisão da Revista Oeste em mante-lo prestigiado ante o ruído das hienas.

  42. Parabenizo a Revista Oeste pela lisura e fidelidade com seus assinantes e vc. Constantino pela sua coragem e honradez; não é fácil lutar contra vários gigantes da mídia que conspiram sorrateiramente contra nosso país.

  43. …faço minhas as palavras de Vater Silva:

    Caros da Revista Oeste,

    Assinei a mesma, como voto de agradecimento por terem tido verdadeira empatia pelo Rodrigo Constantino, não o mandando embora. Vocês foram justos com alguém que foi “cancelado” por uma turma de lacradores inconsequentes.

    Ele representa nossa voz engasgada – uma voz conservadora nos costumes, principalmente.

    Grato mesmo.

  44. Muito bom artigo , como de costume! Meu orgulho e prazer em ser assinante da Oeste só aumentou! Força Constantino! Oeste cada dia melhor!

  45. Parabéns a revista Oeste por não ceder à patrulha do cancelamento. Força Constantino, pois como foi dito “Para o triunfo do mal só é preciso que os bons homens não façam nada.”

  46. Parabéns a Oeste e Gazeta do Povo por mante-lo . Lamentável Jovem Pan e Record , que no primeiro grito cedem a inquisição .
    Abraços Constantino

  47. Constantino você merece todo apoio, tem sido uma voz potente contra as aberrações do jornalismo ativista.

    Sobre o artigo, me identifico completamente com sua análise final, no último parágrafo.

    Coincidentemente, essa semana, numa conversa descontraída com minha tutora de inglês, uma britânica progressista, após ser perguntada sobre o que eu penso sobre o resultado das eleições norte americana, disse que vejo clara a necessidade de deixarmos de lado nossas diferenças e entender que estamos no mesmo barco.

    A divisão da população tem um efeito perigoso, passamos a focar uns nos outros, quando o correto é estarmos todos atentos no que se passa no jogo político.

    Parabéns pelo artigo, e pelo trabalho que vem prestando como jornalista e analista, apesar de todas as adversidades.

  48. Sou Evolucionista Darwinista e acredito que o mais apto sobrevive.Uma pessoa que estuda,faz pós-graduação,tem uma carreira jornalística e literária invejável, uma conduta moral e ética irrepreensível e amor em seus textos: é íntegro e merece nossos respeito.O povo tem livre arbítrio e sabe distinguir o bem do mal.Não se iludam,quanto mais eles apelam para destruir os bons e o bem,mais o povo se mostra criterioso no seu julgamento.E sempre repelidos.

    1. Esquerdista, vai ler uol e folha de Sp, lá tem as notícias que você quer ouvir. Mentira e manipulação de pensamentos pra quem tem cabeça fraca como vocês

  49. Rodrigo Constantino é o melhor jornalista e comentarista do momento. Não perde 1 debate, aliás humilha os esquerdistas que ficam gaguejando sem ter o que falar. Por isso, esses mesmos esquerdistas queimaram esta pessoa de bem que infelizmente deixou os principais canais de notícia do país. Um absurdo que espero que acabe e ele possa voltar logo a ter sua voz e ideias divulgadas com a maior audiência possível. Parabéns Constantino pela sua força e competência

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês