Por vale-peru, manifestação dos Correios se volta contra Bolsonaro

Protesto atrapalhou o trânsito da Avenida Paulista no início da tarde de hoje
-Publicidade-
Funcionários dos Correios realizam ato na Avenida Paulista. Eles reclamam de Bolsonaro | Foto: ANDERSON SCARDOELLI/OESTE
Funcionários dos Correios realizam ato na Avenida Paulista. Eles reclamam de Bolsonaro | Foto: ANDERSON SCARDOELLI/OESTE | greve dos correios - manifestação na avenida paulista

Protesto atrapalhou o trânsito da Avenida Paulista no início da tarde de hoje; greve dos Correios completa um mês

greve dos correios - manifestação na avenida paulista
Funcionários dos Correios realizam ato na Avenida Paulista. Eles reclamam de Bolsonaro, mas seguem em greve | Foto: ANDERSON SCARDOELLI/OESTE
-Publicidade-

A greve dos Correios completa um mês nesta quinta-feira, 17. E a data foi “comemorada”. Isso porque um grupo de funcionários da estatal resolveu atrapalhar o trânsito da Avenida Paulista, em São Paulo. O ato realizado na tarde de hoje contou com ofensas ao presidente Jair Bolsonaro. Eles também falaram de privilégios. Foi o caso, por exemplo, do já mencionado vale-peru.

Leia mais: “Amazon e Magazine Luiza estão de olho nos Correios, mas…”

Reportagem de Oeste acompanhou parte do protesto. A ação foi monitorada por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Polícia Militar (PM). O ato atrapalhou o trânsito, mas teve cerca de 50 pessoas. Duas faixas no sentido Consolação da Avenida Paulista chegaram a ser fechadas. O mesmo ocorreu com alguns cruzamentos.

Os representantes dos Correios falaram da importância dos serviços prestados pela estatal. O povo, entretanto, parece nem sentir falta. Nesse sentido, o motorista de aplicativo Carlos Alberto revelou algo. Ele nem tinha ciência da paralisação. “Nem sabia que estava tendo essa greve”, comentou. Ele ficou aproximadamente cinco minutos parado próximo ao cruzamento da Rua Augusta com a Avenida Paulista.

Contra o governo federal

O porta-voz dos manifestantes reclamou do governo federal. Ele declarou que dessa forma “querem tirar direitos dos trabalhadores”. Não detalhou, entretanto, quais são os direitos. Na lista de reivindicações há privilégios como vale-cultura e vale-peru natalino, por exemplo. “Bolsonaro, a culpa é sua. A greve continua”, gritavam os manifestantes. O grupo criticou o ministro da Economia, Paulo Guedes e o vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Eles também combateram a ideia de privatizar a companhia.

Os manifestantes se encaminhavam para o Centro da capital paulista. Afinal, o protesto tinha como destino a Praça Roosevelt.

MAIS: “PT ataca privatização dos Correios e além disso dá apoio à greve”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

17 comments

  1. Vendam essa porcaria de uma vez esses correios nao tem mais utilidade alguma para o povo brasileiro nao passa deum cabidao de emprego para politicos corrupts

    1. Cúmulo do egoísmo! Atravessamos um período negro, o Governo Bolsonaro está se virando para ajudar financeiramente as pessoas que ficaram sem renda devido à pandemia e esse bando de comunistas faz greve por vale-peru e vale-cultura! O que eles esperam conseguir com isso? Que o povo os apóie para que eles não percam PRIVILÉGIOS???? PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS JÁ!!!!

    1. As estatais não e do estado mas sim dos funcionários que surfam em privilégios se comportam como uma casta acima de toda a população que ele fazem de tudo para ferrar,e pior de tudo de uma incompetência sem tamanho

  2. Vai manter uma estatal pra que? Pra servir de fonte de corrupção e desvio de recursos, como fizeram com a Petrobras? Tem que privatizar mesmo para que os serviços sejam eficientes e baratos, como foi com a telefonia.

    1. Privatiza e de preferência para estrangeiros né , não? Depois os Lucros em vez de ir para o Governo Federal vai para suas Matrizes no exterior. Você sabia que quando do a Inglaterra quis privatizar os Correios , colocou uma cláusula que 75% do Capital tinha que ser Inglês e 25% da União Européia?

      1. Meu amigo, qual o problema de uma empresa estrangeira oferecer o melhor serviço e lucrar com isso? Se vc tivesse uma empresa em outro país é óbvio q vc iria querer mandar os lucros para o seu país. Se houver boas empresas brasileiras q participem também. Seu pensamento pré histórico já era. PRIVATIZEM JÁ!!!

  3. Milhares de correspondências com registro simples não estão sendo entregues e estão se acumulando para serem jogadas no lixo. Só o Sedex de modo precário está funcionando. A empresa e os funcionários devem ser punidos e responsabilizados por esse crime. Privatização já!

  4. Esses são ativistas sindicais, não os considero funcionários dos Correios.Muita gente leiga em assunto Correios dão opiniões equivocadas.Nos EUA privatizaram os Correio, só o Filé Migo, o osso e a carne de pescoço ficou com o Governo Americano, Post Office que no ano de 2019 deu um prejuízo de 2 bilhões de dólares. Os Correios do Brasil nunca deu prejuízo quando faturava 2 bilhões por ano e como dá prejuízo agirá que fatura 22 bilhões anuais? Antes de dividir a sobra para o pagamento de PLR aos funcionários, o Governo federal já tinha tirado a parte dos Lucros para a União. No Brasil Continental, como os EUA, o Filé Migon, Encomendas e outros serviços que não são monopólio subsidia os Serviços, cartas, que dão prejuízos. A Grande maioria dos Correios do mundo, França exemplo, são Estatais e funcionam muito bem.Em tempo , em 2019 os Correios brasileiro deu um bom lucro com a Gestão do General presidente, o Governo Federal tirou seu naco do Lucro que é justo.Os Correios só no Governo Dilma é que apresentou prejuízo. A Opção é o Congresso fazer Leis para que a Gestão da E,presa seja Profissional sem interferência de Políticos, principalmente da Esquerda.

    1. Seu comentário é desconexo. Se nos EUA o governo pegou a pior parte, PRIVATIZE também com serviços melhores. Duvido q não apareça empresa nenhuma. Vc dizer q outros países têm serviço de correio estatal não resolve o problema do Brasil, onde o serviço público é apodrecido pela esquerda. Precisamos acabar com qualquer chance da esquerda por a mão no dinheiro público. Vc dizer q o correio nunca deu prejuízo é piada, pois como toda estatal, ela chegou à beira da falência com tanta roubalheira da esquerdalha e faturar 22 bi só significa alguma coisa se isso cobrir o custo operacional jurássico disso. E digo mais, se ela recebe só para se manter, onde o lucro? A verdade é q ficamos com as portas escancaradas para o cabide de emprego e conchavos políticos. Outra coisa, o Brasil tem 8,5 milhões de km², 210 milhões de habitantes e 5570 cidades. Só na cabeça de um esquerdopata tem cabimento uma única empresa deter o monopólio exclusivo do sistema de postagens. PRIVATIZEM JÁ!

  5. Pelas bandeiras presentes nesse movimento sem noção, dá para notar que na verdade não passa de militância da esquerda, usando os funcionários como massa de manobra. Quem realiza greve no meio de uma pandêmia não merece respeito do povo. Que seja privatizado o mais rápido possível.

    1. Nada como uma grevezinha, com emprego garantido, salário garantido, penduricarios diversos…. Palhaçada.
      Demorou pra vender esse “barranco pra vagabundo se encostar”.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site