Ricardo Salles é um ‘parceiro’ no combate ao desmatamento, reforça Mourão

Vice-presidente ressaltou que não cabe a ele demitir ou manter o ministro do Meio Ambiente no cargo
-Publicidade-
O ministro Ricardo Salles; procuradores querem ele fora do governo | Foto: CAROLINA ANTUNES/PR
O ministro Ricardo Salles; procuradores querem ele fora do governo | Foto: CAROLINA ANTUNES/PR | ministro ricardo salles - mpf - denúncia

Vice-presidente ressaltou que não cabe a ele demitir ou manter o ministro do Meio Ambiente no cargo

ministro ricardo salles - mpf - denúncia
O ministro Ricardo Salles; procuradores querem ele fora do governo | Foto: CAROLINA ANTUNES/PR
-Publicidade-

A participação do vice-presidente Hamilton Mourão no Senado na tarde desta terça-feira, 14, envolveu a estrutura do governo federal e a política adotada em prol da preservação da região amazônica.

Leia mais: “Brasil começou atrasado o trabalho de combate ao desmatamento, admite Mourão

Nesse sentido, Mourão, que também é coordenador do Conselho Nacional da Amazônia Legal, foi questionado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) sobre a relação com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A parlamentar perguntou, por exemplo, se o ministro será demitido.

Sobre a manutenção — ou não — de Salles no governo federal, Mourão foi direto: afirmou não caber a ele tal decisão. “Não tenho como lhe responder e dizer se o ministro será demitido ou não será demitido”, disse, reforçando que tal parecer só cabe ao presidente Jair Bolsonaro.

Sem ter autonomia para decidir o futuro de Salles na pasta do Meio Ambiente, o vice-presidente da República destacou, entretanto, que o ministro tem realizado um bom trabalho, ao menos na questão ligada ao combate ao desmatamento na Amazônia Legal. “Tem sido um parceiro”, enfatizou Mourão.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.