3 redes sociais que caíram no esquecimento

Dagomir Marquezi afirma: Facebook e Twitter e terão o mesmo destino
-Publicidade-
MySpace já foi popular, lembra colunista
MySpace já foi popular, lembra colunista | Foto: Reprodução/Internet

“A primeira rede social de verdade foi o SixDegrees, criado em 1997 e que três anos depois já tinha 3 milhões de usuários. Em 2003, veio a febre do MySpace. Em 2004, foi lançado o Orkut, que conquistou especialmente brasileiros e indianos.”

Leia mais: “Apple é processada por abandonar versões antigas do iPhone”

-Publicidade-

A informação acima consta no artigo do jornalista Dagomir Marquezi na edição desta semana da Revista Oeste. No conteúdo, o colunista chama a atenção para o destino das três redes sociais mencionadas: o fim (Orkut e SixDegrees) ou o esquecimento (MySpace).

A partir do histórico do que ocorre no ambiente digital e de dados de momento, o colunista adianta que as plataformas de redes sociais mais populares da atualidade terão, mais cedo ou mais tarde, o mesmo destino do MySpace, por exemplo. Para tal análise, Marquezi é autor do texto “Muito além do Facebook e do Twitter”.

Muito além do Facebook e do Twitter

_______________

Revista Oeste

O artigo de Dagomir Marquezi sobre redes sociais é acompanhado na atual edição da Revista Oeste de análises produzidas por J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Ana Paula Henkel, Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino e Ubiratan Jorge Iorio. Há ainda reportagens exclusivas e especiais.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste defende o liberalismo econômico e as liberdades individuais. Sem aceitar publicidade de nenhum governo, a publicação digital é diretamente financiada pelo público leitor. Para se tornar um assinante e integrar a comunidade em apoio ao projeto jornalístico que vai “direto ao ponto”, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.