Apple reforça produção na Índia contra dependência da China

Empresa norte-americana pretende contornar problemas com instabilidade da cadeia de suprimentos tecnológicos chineses
-Publicidade-
Apple começa a reestruturar operação de produção na Ásia
Apple começa a reestruturar operação de produção na Ásia | Foto: Reprodução

A Apple deu início nesta semana à produção do iPhone 13 na Índia. O grande desafio da companhia norte-americana neste movimento é diminuir a dependência da empresa em relação à cadeia de suprimentos tecnológicos da China, que vem passando por instabilidades na crise do coronavírus.

A empresa dos EUA está transferindo algumas áreas de produção do iPhone da China para outros mercados, incluindo a Índia. A fábrica da Apple para a operação é a da parceira com a taiwanesa Foxconn e fica na cidade de Sriperumbudur, no sul indiano.

Levando a operação para a Índia, a Apple também tem a intensão de diminuir custos de produção e tornar o preço de seus aparelhos mais competitivos para o consumidor local. A empresa norte-americana já produzia modelos mais baratos no país, mas agora espera desafiar a concorrência com produtos de última geração.

-Publicidade-

Estima-se que o mercado consumidor indiano de smartphones seja o segundo maior do mundo, atrás apenas da China. Mas, por causa da baixa renda per capita do país, 70% dos aparelhos vendidos custam menos do que US$ 200. Desta forma, fabricantes asiáticas como a chinesa Xiaomi e a sul-coreana Samsung dominam as vendas.

“Estamos empolgados em começar a fazer o iPhone 13 — com seu belo design, sistemas avançados de câmera para fotos e vídeos impressionantes e o incrível desempenho do chip A15 Bionic — aqui na Índia para nossos clientes locais”, manifestou a Apple em comunicado.

Há dois anos, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi divulgou o plano ‘Make in India‘, com incentivos para empresas estrangeiras produzirem localmente. A nova iniciativa da Apple se aproveita dessa nova política para operações internacionais.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.