Brasil sobe para 20ª posição em ranking de startups

País escalou 17 posições e entrou para elite mundial das startups em levantamento que leva em conta  quantidade e qualidade de negócios, instituições de apoio e ecossistema de inovação.
-Publicidade-
Brasil é melhor colocado da América Latina em ranking de <i>startups</i>| Foto: Startup Stock Photos/Pexels
Brasil é melhor colocado da América Latina em ranking de startups| Foto: Startup Stock Photos/Pexels | ranking - startups - inovação

País escalou 17 posições e entrou para elite mundial em levantamento que leva em conta  quantidade e qualidade de negócios, instituições de apoio e ecossistema de inovação

ranking - startups - inovação
Brasil é melhor colocado da América Latina em ranking de startups| Foto: Startup Stock Photos/Pexels
-Publicidade-

O Brasil entrou para a lista dos 20 principais países de um ranking mundial de ecossistemas de pequenas empresas de tecnologia. O país subiu 17 posições e está na elite mundial no levantamento que leva em conta a quantidade e qualidade de startups, as instituições de apoio e o ecossistema de inovação como um todo, envolvendo o ambiente de negócios.

O levantamento é realizado pela empresa StartupBlink. Ela analisou 1 mil empresas em cem cidades de todo o mundo.

Os países mais bem colocados no ranking foram Estados Unidos, Reino Unido, Israel, Canadá e Alemanha. De acordo com os autores, os americanos permanecem bem à frente das demais nações por seu robusto ecossistema de inovação. Figuram também no topo dos 10 primeiros a Holanda, a Austrália, a Suíça, a Espanha e a Suécia.

Juntamente com o Brasil, outro país que ganhou posições e entrou no ranking foi Cingapura, ocupando a 16ª posição. Além de entrar no top 20, o Brasil ficou na melhor colocação da América Latina, à frente de Argentina (40º), México (41º) e Colômbia (46º).

O Brasil teve melhor desempenho nos critérios de qualidade das startups e ambiente de negócios. Mas na quantidade, ainda fica bastante atrás dos países mais bem colocados.

São Paulo é o principal centro de inovação, ficando na 18ª posição no ranking por cidades. Além da capital paulista, outras cidades listadas foram Rio de Janeiro (93ª posição), Belo Horizonte (101ª posição) e Curitiba (183ª posição).

“Considerando o vasto potencial do mercado brasileiro e a população de mais de 200 milhões de pessoas, o ecossistema de tecnologia tem todas as condições de um rápido crescimento. Isso é evidenciado pelo crescente número de unicórnios [empresas com valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão]”, analisam os autores do estudo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site