iFood recebe multa de R$1,5 milhão por troca de nomes de restaurantes

Aplicativo não respondeu aos questionamentos do Procon
-Publicidade-
Foto: Divulgação/iFood
Foto: Divulgação/iFood

O iFood foi multado pelo Procon do Rio do Janeiro por conta do episódio que gerou a troca dos nomes dos restaurantes, no início de novembro. Essa troca de nomes, carregada de mensagens de cunho político, vai trazer um prejuízo de R$1,5 milhão ao aplicativo de delivery.

Antes de aplicar a multa, o órgão de defesa do consumidor tinha exigido explicações do iFood, como por exemplo dizer quais dados pessoais dos seus consumidores (documentos, endereços e dados de pagamento) eram guardados e compartilhados.

O Procon também questionou quanto tempo o aplicativo levou para corrigir os nomes dos estabelecimentos, quantas compras foram feitas enquanto a correção não terminou e qual prestadora de serviço abriu a “porta” que permitiu a mudança.

-Publicidade-

Como nenhum dos questionamentos foi respondido pela empresa, o Procon aplicou a multa como parte do processo administrativo.

Relembre o caso do iFood

Na noite do dia 2 de novembro, os consumidores que acessaram o aplicativo foram surpreendidos ao ver vários nomes de restaurantes trocados por mensagens de tom político.

Entre as mensagens, havia críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), menções ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e a uma possível reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Naquele momento, a empresa informou que a troca tinha sido feita por um funcionário de uma prestadora de serviço e garantiu que os dados dos consumidores estavam seguros.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.