UE quer carregador universal para smartphones e outros dispositivos

Ação atinge diretamente a norte-americana, Apple
-Publicidade-
Modelo de carregador USB-C proposto pela União Europeia | Foto: ajay_suresh/Flickr
Modelo de carregador USB-C proposto pela União Europeia | Foto: ajay_suresh/Flickr

A Comissão Europeia (CE), braço executivo da União Europeia, quer estabelecer um novo carregador universal do tipo USB-C para smartphones, tablets e outros dispositivos. O plano anunciado nesta quinta-feira, 23, valerá em todos os seus 28 Estados-membros.

Leia também: “Produção global de celulares recua no 2º trimestre”

Além disso, a instituição propõe também separar a venda de carregadores da comercialização de dispositivos eletrônicos.

-Publicidade-

A medida irá afetar diretamente a norte-americana, Apple, que utiliza um dispositivo diferente para carregar seus produtos.

Justificativa

Segundo comunicado oficial da CE, a revisão das diretrizes tem o objetivo de “reduzir o desperdício e aumentar a facilidade para os consumidores”. A instituição também julga que isso irá contribuir para a redução da “pegada ambiental associada à produção e eliminação dos carregadores.”

Leia mais: “Bill Gates investe US$ 50 milhões em startup do Vale do Silício”

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. A maioria dos celulares vendidos já vem com USB C. Só a Apple tem padrão diferente. Besteira padronizar. Os carregadores podem variar conforme a potência, também. Então, vc sempre terá uma gama variada, independente do plug.

  2. Por que não deixam os consumidores decidir qual carregador eles querem? Quem gosta de apple, compra apple e quem gosta de USB, compra USB. Ao longo do tempo, tecnologias melhores serão desenvolvidas e adotadas. Aí vem um burocrata querer encher o saco das empresas e do mercado consumidor para elevar os preços e piorar os serviços. Já pensou se, na época, tivessem padronizado o disquete para “aumentar a facilidade”?

  3. Putz, lá vem a “tomada de três pinos” dos carregadores de celulares.
    Toda vez que o Estado resolve se meter no que já funciona adequadamente, ainda que com problemas pontuais absolutamente contornáveis, causa transtornos maiores dos que já existem, além de, recorrentemente, favorecer o bolso de companheiros dos donos do poder.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.