Covid-19: projeto sobre ‘vacinas do agro’ deve ser votado na próxima semana

Texto já foi aprovado no Senado e agora será apreciado pelos deputados
-Publicidade-
Ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, participaram de inspeção da planta industrial da Ourofino, no interior de São Paulo
Ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, participaram de inspeção da planta industrial da Ourofino, no interior de São Paulo | Foto: Divulgação

O projeto de lei que determina que as estruturas industriais de empresas do agronegócio que fabricam produtos de uso veterinário sejam utilizadas na produção de vacinas contra a covid-19 deve ser votado pela Câmara dos Deputados na terça-feira 15. A relatora da proposta, Aline Sleutjes (PSL-PR), chegou a um texto de consenso envolvendo os parlamentares, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os ministérios da Saúde e da Agricultura, além da Secretaria de Governo da Presidência.

O projeto é de autoria do senador Wellington Fagundes (PL-MT). No fim do mês passado, a proposta foi aprovada pelo Senado e agora tem de ser analisada pela Câmara (leia aqui a íntegra). Após a análise dos deputados, com prováveis mudanças, o projeto retornará ao Senado para uma nova apreciação.

-Publicidade-

Leia mais: “Senador afirma que Butantan quer fazer ‘reserva de mercado’”

Como noticiamos no dia 21 de maio, Fagundes esteve ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, em uma visita às instalações da fábrica da Ourofino, um dos laboratórios interessados em produzir as vacinas, em Cravinhos (SP). O projeto conta com a simpatia do presidente Jair Bolsonaro.

Reportagem especial: “O que falta para os laboratórios do agro produzirem vacina contra covid-19”

Segundo Fagundes, as empresas do agro têm capacidade para produzir, em 90 dias, cerca de 400 milhões de doses de vacinas. As companhias se comprometeriam a interromper, temporariamente, suas linhas regulares de produção para se dedicar exclusivamente à imunização contra a covid-19. Como Oeste mostrou em reportagem publicada em abril, para isso são necessárias duas condições: a aprovação da Anvisa e a transferência de tecnologia para produção do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

Em entrevista a Oeste publicada no último fim de semana, Fagundes cobrou agilidade do Instituto Butantan para a necessária transferência de tecnologia que permita, efetivamente, que o texto saia do papel. “Acho que ele [Butantan] quer reserva de mercado. A fábrica deles está ficando pronta. Mas o grande problema é que nós temos mais de 200 milhões de habitantes, e a cada dia está aparecendo uma cepa nova [do coronavírus]”, afirmou. “Na hora em que chegar à última categoria [de vacinados], quem tomou primeiro já vai precisar tomar de novo. Não teve vacinação em massa para imunizar a população inteira. O que nós temos é muito pouco. Tem que fabricar a vacina urgente ou comprar mais vacina de onde tiver.”

Na ocasião, o senador já havia antecipado que o projeto deveria ser votado na Câmara nos próximos dias. “O presidente da Câmara [Arthur Lira] colocou em regime de prioridade. Acredito que deve ser votado até a semana que vem. Mas estamos abertos ainda para alguma coisa que possa ser aperfeiçoada.”

Leia mais: “Marcelo Queiroga visita laboratórios do agro interessados em produzir vacina”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site