Revista Oeste - Eleições 2022

Famato e Embrapa promovem show de tecnologia e inovação do agronegócio

Produtores rurais do Mato Grosso realizam feira em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
-Publicidade-
Normando Corral, presidente da Famato | Foto: Edilon Carmo/FAMATO
Normando Corral, presidente da Famato | Foto: Edilon Carmo/FAMATO

Teve início na terça-feira 22 a Famato Embrapa Show 2022. O evento é uma realização da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) para divulgar as tecnologias e inovações desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). As apresentações ocorrem até a sexta-feira 24.

A iniciativa também conta com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Mato Grosso e o Ministério da Agricultura. Pesquisadores e palestrantes mostram tecnologias desenvolvidas pela Embrapa que tornaram o agronegócio brasileiro exemplo de inovação e sustentabilidade para o mundo.

-Publicidade-

As ferramentas apresentadas englobam inovações em várias áreas. Entre elas, bactérias que potencializam a fertilização do solo, inovações genéticas e plataformas digitais, softwares e aplicativos, em uso nas fazendas.

Em entrevista concedida a Oeste, Guy de Capdeville, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, afirmou que “a agropecuária brasileira com certeza é de primeiro mundo”. “Nós estamos produzindo com sustentabilidade, temos melhoramento genético, trazendo cada vez mais ganhos de produção e muitos países têm muito a aprender conosco”, comentou. “A nossa agropecuária está entre aquelas que está no topo”, declarou.

De acordo com Capdeville, “a tecnologia da informação conectando o agro, conectando todas a soluções na palma da mão” é o próximo passo do agronegócio brasileiro. “Esse é o futuro. Inteligência artificial. É isso o que vai acontecer na agricultura”, conclui citando que a Embrapa possui muitas iniciativas nesse sentido.

Surgimento da Famato Embrapa Show

Normando Corral, presidente da Famato, explicou a Oeste que a história da produção agrícola do Estado está ligada ao desenvolvimento gerado pela Embrapa. “Os muçulmanos oram diariamente para Meca, nós produtores deveríamos dirigir nossas orações para a Embrapa”, afirma.

Corral disse que a ideia do evento surgiu depois dele visitar 27 das 43 unidades de pesquisa da instituição e perceber que muitas ferramentas ainda não estavam nas mãos dos produtores. “A Embrapa realmente tem muita tecnologia que ainda não chega ao produtor”, explicou.

“A ciência feita pela Embrapa, aliada à prática dos produtores rurais, é que fez a gente chegar onde chegou com a produção agropecuária no Brasil”, declarou. “Essa união vai nos fazer ir além.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Parabéns ao nosso Agro e a nossa Embrapa, que não pararam na palhaçada do “fecha tudo e a economia a gente vê depois”. Orgulhos do País, inveja dos europeus e desespero dos canalhas esquerdopatas. Eu como Agrônomo me orgulho de ter participado dessa revolução que começou na década de 70. Fizemos o Brasil dar certo, apesar dos esquerdopatas da imprensa, dos ditos intelectuais de boteco e de outros ambientaloides nacionais e estrangeiros. Viva o Agro, viva a Embrapa e os milhares de Patriotas que levam esse país rumo ao progresso.🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.