Produção de ração cresce mais de 5% no primeiro semestre

Fabricação de alimentos para bovinos de corte foi a que mais avançou no período
-Publicidade-
Bovinos comendo ração no cocho | Foto: Wagner Abrahao Junior/Flickr
Bovinos comendo ração no cocho | Foto: Wagner Abrahao Junior/Flickr

A produção de ração aumentou mais de 5% nos primeiros seis meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 39 milhões de toneladas, segundo dados divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). A fabricação de alimentos para bovinos de corte foi a que mais avançou na comparação anual (aumento de 8%), para 2,44 milhões de toneladas; já a produção para gado de leite recuou 1,3%, para 2,75 milhões de toneladas.

Leia mais: “Brasil já negociou mais de 27% da safra de açúcar 2022/2023”

Em nota, o Sindirações destacou que a indústria brasileira conseguiu manter o nível de produção mesmo em um cenário de safras prejudicadas pelo clima, dólar em alta no cenário doméstico e preços do milho e do farelo de soja em patamares recordes. A entidade ressaltou, ainda, que a autorização do governo para a importação de milho transgênico dos Estados Unidos ainda não aliviou a situação de avicultores e suinocultores independentes, produtores de leite e confinadores brasileiros. Por isso, o setor continua pedindo desoneração de impostos de importação, transporte e comercialização do cereal.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro