Tereza Cristina defende segurança alimentar no Brasil

Na pré-Cúpula da ONU, a ministra reforçou as políticas públicas brasileiras de segurança alimentar em painel sobre o fim da fome no mundo
-Publicidade-
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante participação no painel sobre a erradicação da fome no mundo | Foto: Divulgação/Mídias Sociais
Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante participação no painel sobre a erradicação da fome no mundo | Foto: Divulgação/Mídias Sociais

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, está em Roma, na Itália para representar o Brasil na pré-Cúpula de Sistemas Alimentares, realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU). O evento que, começa nesta segunda-feira, 26, e vai até a quarta-feira 28, funciona como uma prévia da Assembleia Geral da ONU, marcada para acontecer em Setembro, em Nova York, nos Estados Unidos.

Leia mais “Países se unem para defender produção de carne bovina”

A ministra já participou do painel “Alcançando a Fome Zero: de forma nutritiva e sustentável” e defendeu as políticas públicas brasileiras de segurança alimentar. “O Brasil implementou medidas para ajudar a identificar os mais vulneráveis. Dessa forma, direcionamos mais eficientemente as políticas públicas para quem mais precisa”, disse.

-Publicidade-

Está prevista também a presença de Tereza no Primeiro Fórum de Ministras da Agricultura das Américas, evento promovido pelo Instituto Interamericano para Cooperação para a Agricultura. Ela também deve ter reuniões bilaterais com ministros de países europeus e representantes de organismos internacionais, como a vice-chefe da ONU, Amina Mohammed, e o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, Qu Dongyu.

Mais cedo, em nota, Tereza afirmou que vai ressaltar nos encontros “que a imposição de modelos alheios às realidades locais não funcionará. Pelo contrário, poderá resultar em mais fome e escassez. É essencial portanto, que a Cúpula reconheça a diversidade de caminhos para sistemas alimentares sustentáveis.”

Leia também: “Agricultura lidera a preservação ambiental”, artigo publicado na Edição 63 da Revista Oeste 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

  1. Parabéns minitra Tereza Cristina! A segurança alimentar é um dos temas mais imporantes do momento e o Brasil tem muito o que apresentar sobre este tema. A produção de alimentos é uma das forças do nosso país

  2. Dizem que Cuba produz vacinas mas não tem vacinas para o seu povo e sim para a Venezuela, Irã e outros países, quiça até o mundo todo. É o mesmo raciocínio aqui: O Brasil produz alimentos, agora mesmo anunciam aumento das exportações até de alimentos orgânicos, só que preço desses orgânicos está proibitivo no mercado interno, aumento de exportações disso e daquilo, etc… O preço da carne está nas alturas, pois tem que alimentar os chineses e por aí vai. Vamos deixar de hipocrisia, tá combinado?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro