Vaca brasileira se torna recordista mundial de produção de leite

Marca foi atingida na ExpoZebu, a maior feira de bovinos da raça zebu do planeta
-Publicidade-
A Teatro FIV do Fundão, cava recordista na produção de leite | Foto: Reprodução/Instagram
A Teatro FIV do Fundão, cava recordista na produção de leite | Foto: Reprodução/Instagram

A vaca brasileira Iluminada Teatro FIV do Fundão produziu 80 quilogramas de leite em 24 horas, o novo recorde mundial da modalidade. A marca anterior era de 78 quilogramas e foi registrada em 2017.

O feito ocorreu durante o 42º Concurso Leiteiro, realizado na 87ª ExpoZebu, em Uberaba (MG). A maior feira da raça bovina zebu do mundo. O animal venceu a competição, que se encerrou em 4 de maio. A vaca brasileira que estabeleceu o novo recorde é filha do touro Teatro II da Silvânia.

“A importância do Teatro para a pecuária é certamente muito grande, pela qualidade de suas filhas, pela produção de leite e estrutura corporal”, afirmou o coordenador de Produto e Atendimento Leite da ABS, Fernando Rosa. “Essa importância levou à produção de seu clone, o Teatro II da Silvânia. O Teatro II, que integra a bateria de touros da ABS, é um dos líderes de vendas da empresa e possui inúmeros clientes satisfeitos com sua produção”.

-Publicidade-

As ordenhas oficiais começaram no dia 1° de maio, às 14 horas. Todo o processo foi fiscalizado pelos jurados 24 horas por dia, até o dia 4 de maio, de acordo com o Canal Rural.

A competição foi dividida em três campeonatos, por raça e em função da idade: fêmea jovem, com menos de 36 meses; vaca jovem de 36 até 48 meses; e vaca adulta, superior a 48 meses. Iluminada Teatro FIV se encaixava na última categoria, pois tem 8 anos e estava em sua quarta cria.

Leia também: “O Brasil vai alimentar o mundo”, entrevista concedida por Celso Moretti, presidente da Embrapa, para a Edição 103 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Parabéns aos produtores e também à vaca, claro! Só temo que alguma ‘reportagem’ acuse a dona das tetas de ser uma vaca-robô, com manifestações eleitorais fora do prazo legal. Aí o leite azeda. Quem não gosta do agro é ogro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.