Abin nega existência de dossiê sobre dono da Havan

'Parte da imprensa promove a construção de falsos fatos', afirma o diretor do órgão de inteligência brasileiro
-Publicidade-
O empresário Luciano Hang
O empresário Luciano Hang | Foto: Reprodução/Twitter

Nesta terça-feira, 22, a Agência Brasileira de Inteligência emitiu uma nota negando “ter produzido, recebido ou difundido relatório ou qualquer outro documento” sobre Luciano Hang — o proprietário da rede de lojas Havan. O órgão disse que trabalha com “estrita observância dos direitos e garantias individuais, da fidelidade às instituições, dos princípios éticos e da Segurança do Estado”. Mais cedo, alguns veículos de imprensa ventilaram que a instituição havia produzido um dossiê com informações a respeito do empresário.

Em referência à existência do suposto arquivo sobre Hang, o diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, fez uma publicação no Twitter dizendo que “parte da imprensa promove a construção de falsos fatos, dissociada dos deveres e da ética jornalística” para tentar “desestabilizar o governo federal”.

Leia também: “A realidade paralela dos sites de fake news”, reportagem publicada na Edição 55 da Revista Oeste

-Publicidade-

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site