Anvisa alerta sobre adulteração de frascos de vacina, após caso no Maranhão

Agência pede que profissionais observem integridade dos frascos antes da aplicação
-Publicidade-
Anvisa confirma que um frasco de CoronaVac foi adulterado no Maranhão
Anvisa confirma que um frasco de CoronaVac foi adulterado no Maranhão | Foto: Antonio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Após confirmar um caso de adulteração em frasco da vacina CoronaVac no Maranhão, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu nota técnica às secretarias estaduais de Saúde alertando para a possibilidade de adulteração de frascos de imunizantes.

Desde maio, técnicos do órgão investigavam um possível episódio de falsificação, que havia sido notificado no Estado do Maranhão. O Instituto Butantan, que produz a CoronaVac, foi contatado para avaliar o produto suspeito, e confirmou a adulteração.

Um frasco vazio da vacina CoronaVac foi reaproveitado e um líquido, diferente daquele do imunizante, foi introduzido no recipiente. Também houve a utilização de cola, fixando o lacre de alumínio à tampa, informou a Anvisa.

-Publicidade-

Na nota técnica, a agência “reforça a importância de os profissionais de saúde responsáveis pela aplicação das doses serem orientados a verificar a aparência dos frascos das vacinas disponibilizadas e as características dos produtos, para garantir que estejam conforme as vacinas aprovadas”, e se os dispositivos de segurança estão intactos. Além disso, o órgão também recomenda que os recipientes sejam inutilizados após esvaziados e que qualquer irregularidade seja comunicada à Anvisa.

Leia também: “Tribunal vai abrir ação para analisar contrato entre o Butantan e a China”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Ah, quer dizer que os recipientes devem ser inutilizados após serem esvaziados não é? Só que esqueceram que quem aplica essas vacinas é quem entrega esses recipientes para os bandidos obviamente em de algo, é uma hipótese bem plausível. Ou não é? Estamos lidando com um povo f.d.p, isso sim!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site