Anvisa aprova importação das vacinas Covaxin e Sputnik V

Agência havia rejeitado a compra dos imunizantes, mas mudou orientação depois da chegada de novos documentos das fabricantes
-Publicidade-
Sputnik V e Covaxin foram aprovadas pela Anvisa
Sputnik V e Covaxin foram aprovadas pela Anvisa | Foto: Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou ontem, sexta-feira 4, o pedido de importação excepcional das vacinas Covaxin, da Índia, e Sputnik V, da Rússia, ambas contra a covid-19.

Anteriormente, a agência havia rejeitado a importação dos imunizantes. Agora, mudou a orientação depois da chegada de novos documentos das fabricantes. O órgão estabeleceu protocolos específicos para aplicação das doses e limitação de público que pode ser vacinado.

A Sputnik V foi requisitada por seis Estados: Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí e Sergipe. Em abril, um pedido de 30 milhões de doses para 14 Estados foi rejeitado pela Anvisa.

-Publicidade-

A Covaxin, por seu turno, faz parte de encomenda do Ministério da Saúde, que renovou o pedido de importação de 20 milhões de doses. Em março, a compra também foi negada pela agência.

Leia também: “A vacina e o vexame”, reportagem de Paula Leal publicada na Edição 44 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

  1. Sinceramente desejo que a eficácia da Sputnik V seja tão efetivo quanto aos venenos que por lá fabricam, são imbatíveis nesse quesito.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro