Anvisa recomenda reabertura de fronteiras com países da África

Orientação acontece depois da variante Ômicron não estar mais restrita às seis nações africanas
-Publicidade-
A determinação está em vigor desde o dia 26 de novembro
A determinação está em vigor desde o dia 26 de novembro | Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orientou que o governo reabra as fronteiras aéreas com seis países da África Meridional.

Com isso, os viajantes oriundos da África do Sul, Botsuana, Essuatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue deveriam ser submetidos às mesmas regras da portaria para entrada de turistas.

A recomendação se dá depois da variante Ômicron ter sido encontrada em mais de 100 países e não estar restrita às seis nações da África, que detectaram os primeiros casos da cepa.

-Publicidade-

A determinação da agência foi feita em 26 de novembro com o objetivo de evitar a entrada da variante no país. No dia seguinte, estendeu as medidas a mais quatro países: Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

“A recomendação da Anvisa teve como fundamento a situação epidemiológica no país, o avanço contínuo da vacinação contra a covid-19, as novas medidas excepcionais e temporárias para entrada no Brasil, e a atual taxa de propagação e extensão da variante Ômicron no mundo”, informou a nota.

A agência reiterou que o atual cenário epidemiológico do país inspira “preocupação” e “cautela” e que é necessário manter medidas de prevenção contra a covid-19.

Cabe aos ministérios da Saúde, da Casa Civil, da Justiça e Segurança Pública e da Infraestrutura tomar a decisão final.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.