Após fim do prazo, suposto ganhador da Mega da Virada vai ao Procon

Caixa Econômica Federal será notificada para que confirme a identidade do apostador
-Publicidade-
Apostador faz jogo para a Mega da Virada | Foto:  Antonio Cruz/Agência Brasil
Apostador faz jogo para a Mega da Virada | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A história de um dos ganhadores da Mega da Virada de 2020, que fez a aposta pela internet e não retirou o prêmio, tem novo capítulo. Um homem, que diz ser o vencedor do concurso, acionou na quinta-feira 22 o Procon-SP para tentar reaver o prêmio, nada modesto, de R$ 162,6 milhões.

Reportagem do jornal Agora São Paulo afirma que o Procon vai notificar a Caixa Econômica Federal para que confirme a identidade do apostador. Para a entidade de defesa do consumidor, mesmo fora do prazo, é dever do banco fazer o pagamento.

Leia mais: “Com vetos parciais, Bolsonaro sanciona o Orçamento de 2021”

-Publicidade-

Segundo as regras do concurso, os vencedores têm até 90 dias após a realização do sorteio para retirar o prêmio. Decorrido o prazo, o dinheiro vai para o Fies (Fundo de Financiamento do Ensino Superior). ​

Em março, a Caixa já tinha sido notificada para identificar o apostador e efetuar o pagamento. Em resposta, a instituição informou que o cadastro efetuado no ambiente virtual não tem a finalidade de fazer a identificação, mas verificar a qualificação do interessado como apostador (maioridade civil, CPF etc.).

O banco estatal disse ainda que, na internet, assim como nas apostas feitas em casas lotéricas, “a Caixa não grava, junto com a aposta, a identidade do apostador, independentemente do canal de venda”.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

    1. Acredito que esse retardatário têm o direito de receber esse prêmio,pois caixa faz os apostadores permanecerem no erro deixando de pegar os dados para entrarem em contato com o ganhador,dessa forma ela se defende em dizer que não grava os dados para manter o sigilo e o direito do ganhador, lembrando que para pegar o prêmio o ganhador têm que se identificar com documentos, então ela tem obrigação em saber quem é o ganhador e entrar em contato pois; da forma que ela faz é uma esperteza para ficar com o dinheiro.

  1. É algum petista desgraçado que está tentando aplicar umgolpe, com a conivência desse Procon vermelho. Se der, deu! Picaretas.

  2. Não entendo o Procon estar preocupado com o consumidor desde quando o premio estava para expirar. Qual é a jogada desse órgão, para se manifestar mesmo sem o consumidor tê-lo procurado? Salvo engano o presidente do PROCON SP é politico.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro