Associações recorrem para impedir concessão do aeroporto de Congonhas

Depois de perder em 1ª instância, os moradores da zona sul de São Paulo ainda tentam suspender o leilão
-Publicidade-
Os moradores pedem a revisão da modelagem da concessão do aeroporto para impor restrições à operação
Os moradores pedem a revisão da modelagem da concessão do aeroporto para impor restrições à operação | Foto: Mariordo/Wikimedia

Um grupo formado por associações de bairros próximos ao aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, está tentando impedir a tramitação do leilão do aeroporto.

Na primeira instância da Justiça paulista as associações perderam a ação que pedia a retirada de Congonhas do leilão da sétima rodada de concessões, prevista para o próximo dia 18. O juiz substituto Caio José Bovino Greggio, da 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, negou em 5 de agosto o pedido dos vizinhos do aeroporto.

Agora, o grupo recorreu apresentando um recurso na 6ª Turma do Tribunal Federal da 3ª Região.

-Publicidade-

No documento, os moradores pedem a suspensão do edital e da tramitação do leilão ou que Congonhas seja retirado do pacote, que inclui ainda aeroportos de Mato Grosso do Sul, Pará e Minas Gerais.

Os moradores querem que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a União revisem a modelagem da concessão de Congonhas para impor restrições à operação pelo futuro concessionário, inclusive retirando a possibilidade do aumento de pousos e decolagens no local.

Na Justiça, o grupo afirma que está previsto aumento das operações em Congonhas em quase 40%, indo de 32 para 44 voos por hora, e a movimentação de 27 milhões de passageiros já no terceiro ano de concessão, quantidade que deve aumentar para 34 milhões em dez anos.

Segundo as associações, por se tratar de área com alta densidade populacional, as operações acarretarão impactos de diversas ordens, como “ambiental, de saúde, de trânsito e violência, além de desvalorização imobiliária”, entre outros.

O Ministério da Infraestrutura informou que vai se manifestar na Justiça quando for notificado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Só para lembrar, quando conheci o aeroporto, década de 50, tinha apenas uma estradinha para se chegar lá, mas graças os interesses imobiliários com a ajuda “desprenteciosa” de políticos, rodearam o aeroporto de casas, e pior, de arranha-céus.

  2. O aeroporto esta la ha muito mais tempo q esses moradores. Eles ja sabiam q havia um aeroporto ali qdo foram morar la, estao reclamando de que? Os incomodados q se retirem.

  3. Sou favorável as privatizações mas no caso de Congonhas entendo que o aeroporto deve ser desativado!!!Custe o que custar !! Infelizmente e sem ser pessimista, é questão de tempo a ocorrência de novos acidentes no local !!! Temos que partir para um novo aeroporto em São Paulo para substituir Congonhas !! Usuários, empresas adoram Congonhas já que é de fácil acesso e muito lucrativo, só que Vidas Humanas não tem preço!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.