BC pede produção extra de dinheiro para pagamento do auxílio de R$ 600

Banco Central disse que a medida "visa construir estoques de segurança".
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Google Maps
Foto: Reprodução/Google Maps

Banco Central disse que a medida “visa a construir estoques de segurança”

Foto: Reprodução/Google Maps

A pedido do Banco Central, a Casa da Moeda solicitou aos funcionários na última segunda-feira, 4, que aumentem a produção de dinheiro físico a partir deste mês para fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial, segundo ofício obtido pela agência Reuters. Nele, a estatal informa que pagará hora extra conforme necessário e diz que a questão é “urgente”.

-Publicidade-

Segundo a Reuters, o Brasil enfrenta a ameaça de insuficiência de cédulas de dinheiro para pagar o auxílio emergencial a 60 milhões de pessoas.

O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, disse que existia um “problema técnico com as fontes de pagamento” dos fundos, mas negou qualquer problema com falta de moeda. “Se, por acaso, houver falta de dinheiro, falta de notas físicas, encontraremos uma maneira de corrigir isso”, disse ele.

O Banco Central, que supervisiona a oferta de moeda, confirmou que está em negociações com a Casa da Moeda para antecipar o recebimento da produção contratada para o ano, dizendo que já houve um aumento de 23% na quantidade de moeda forte em circulação em abril, um crescimento de 55,5 bilhões de reais em relação ao ano anterior, segundo declaração enviada à Reuters.

Algumas dessas cédulas estão sendo acumuladas por indivíduos e empresas para a formação de reservas, por preocupação com a crise e porque, com grande parte da economia fechada, há menos lugares para gastar dinheiro no comércio em geral, disse o órgão regulador.

O BC também ponderou que “parcela considerável” dos valores pagos em espécie no auxílio emergencial ainda não voltou ao sistema. Só em abril, foram pagos 35,8 bilhões de reais no total, entre depósitos em conta e liberação em espécie, conforme dados do Tesouro.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.