Boulos desiste de disputar o governo de São Paulo

Coordenador do MTST anunciou que quer ser deputado federal
-Publicidade-
De acordo com o coordenador do MTST, o objetivo é 'aprovar mudanças populares'
De acordo com o coordenador do MTST, o objetivo é 'aprovar mudanças populares' | Foto: Reprodução/Instagram

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (Psol), desistiu de disputar o governo do Estado de São Paulo. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 21, pelas redes sociais. Na mesma mensagem, Boulos confirmou que vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

“Tomei a decisão de ser candidato a deputado federal por uma razão: ajudar a construir uma grande bancada de esquerda no Congresso”, escreveu Boulos, na rede social.

De acordo com o coordenador do MTST, o objetivo é “aprovar mudanças populares”. Entre outros projetos, o Psol defende a revogação da reforma trabalhista, da previdência e do teto de gastos públicos.

-Publicidade-

Boulos disse ainda “ser importante a eleição de Lula”. Dessa forma, faz-se necessário a construção de um Parlamento de esquerda, que dê sustentação para o ex-presidente, caso ele vença a eleição. “Quero estar na linha de frente dessa batalha”, disse Boulos, ao mencionar que deseja vencer ainda o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP).

“Não podemos deixar que seja de novo o deputado mais votado”, afirmou Boulos. “SP precisa dar outra mensagem: derrotar Bolsonaro na Presidência e seu filho na Câmara dos Deputados. Vamos sem medo. Vamos com esperança.”

Leia mais: “Um país chamado São Paulo”, reportagem de Silvio Navarro publicada na edição 104 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.